Gilberto caminha para alcançar feitos de grandes artilheiros da história do Bahia

Gilberto já marcou 7 gols em 10 jogos na temporada

Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

No Bahia desde o segundo semestre de 2018, quando chegou para vestir a camisa 9, o atacante Gilberto já marcou 45 gols em 93 jogos com a camisa tricolor. Em fevereiro, o centroavante superou Edigar Junio que jogou no Esquadrão de 2016 até 2018 e marcou 44 gols em 141 jogos, e hoje atua no Yokohama Marinos, emprestado pelo tricolor baiano. Artilheiro da Copa do Nordeste com 4 gols e artilheiro da Sul-Americana com 3 gols, Gibagol – como é chamado pela torcida – caminha também para alcançar feitos de outros grandes artilheiros da história do Bahia. Em 2020, Gilberto já marcou 7 gols em 10 jogos. Em 2018, nos seus primeiros 10 jogos pelo tricolor, balançou as redes cinco vezes. Em 2019, foram incríveis 11 gols nas 10 primeiras partidas. Porém, a média da temporada atual é melhor do que as anteriores – 0,70 gol por jogo.

 

O centroavante está a cinco gols de igualar Zé Carlos, meia-atacante que foi campeão brasileiro em 1988, balançou as redes 50 vezes e ocupa a 36ª posição da lista de artilheiros. Outro jogador histórico que Gilberto está perto de alcançar é o ex-atacante Robgol, que defendeu o Bahia entre 2001 e 2002 e formou um trio de ataque icônico, com Nonato e Sérgio Alves. Na 31ª posição da lista de artilheiros do Tricolor, Robgol marcou 53 gols, portanto, oito a mais do que Gilberto possui atualmente.

Na última temporada, Gilberto balançou as redes 29 vezes com a camisa do Bahia. A repetição do desempenho de 2019 faria o atacante subir até o top-20 na lista dos principais artilheiros da história tricolor. Se fizer mais 22 gols em 2020, ele chegaria a 67 e ultrapassaria ex-jogadores como Marito, Fito e Cláudio Adão.

No final do ano passado, Gilberto entrou no rol de maiores artilheiros do clube em uma temporada no século XXI, figurando no terceiro lugar na lista de maiores artilheiros, atrás apenas do ídolo Nonato, que marcou 35 gols em 2002 e 34 gols em 2001. Ele igualou Kieza, que marcou 29 em 2015, e superou Sorato, com 23 bolas na rede em 2006.

A lista dos maiores goleadores da história do Bahia é liderada por Carlito, com 253 gols. Douglas, com 211, aparece na segunda posição, seguido por Hamílton, com 154. Uéslei, que anotou 140 gols, e Osni, que balançou as redes em 138 oportunidades, fecham a relação dos cinco primeiros colocados.

MÉDIA DE GOLS DE GILBERTO POR TEMPORADA NO BAHIA

2020 – 10 jogos e 7 gols (média de 0,70 por jogo)

2019 – 58 jogos e 29 gols (média de 0,5 por jogo)

2018 – 25 jogos e 9 gols (média de 0,36 por jogo)

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*