Bellintani se manifesta sobre continuidade do Baianão: “Representa risco”

Presidente do Bahia falou sobre a continuidade do Baianão

Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia

Diferente de outros Estaduais, que foram paralisados por suas respectivas federações, o Campeonato Baiano foi mantido. Nesta segunda-feira, a Federação Bahiana de Futebol (FBF) anunciou que as duas últimas rodadas da primeira fase serão realizados com portões fechados, alegando que os “números confirmados no Estado da Bahia até o presente momento não justificam a paralisação da competição, que trará um prejuízo enorme e sem precedentes no futebol baiano, inclusive com concreta possibilidade da mesma não poder ser concluída”. Por meio de publicações no Twitter, na noite desta segunda-feira (16), o presidente do Esporte Clube Bahia, Guilherme Bellintani, se manifestou sobre o assunto. O mandatário entende que portões fechados seria um caminho principalmente pensando nos clubes do interior que não conseguem alongar os contratos dos jogadores, porém, ressalta que representa um risco.

 

VEJA ABAIXO AS PUBLICAÇÕES:

“Agora temos informações mais precisas sobre os próximos dias em nosso clube. Hoje conversei com CBF, Liga do NE, FBF, presidentes de clubes, Prefeito ACM Neto e autoridades sanitárias. Decisões precisam ser tomadas com força, mas sempre precedidas da melhor análise possível.”

“Baiano: principal problema está nos clubes menores, que não conseguem alongar contratos com atletas. Continuar com portões fechados seria um caminho. Mas representa risco. Tentamos, mas entendo que não será possível continuar. Nossa solidariedade aos combativos clubes do interior”

“Copa do NE: ainda mais difícil, pois há deslocamento por avião. A Liga do Nordeste deve se posicionar em breve, mas acredito que com as restrições de autoridades locais, exigências de atletas e árbitros, o caminho será tb suspender. Esse é o posicionamento do Bahia.”

“Funcionários do administrativo estão liberados para trabalhar de casa. No futebol, base terá recesso pleno. Profissionais terão definição amanhã, em reunião com comissão. CAS terá apenas atendimento remoto e loja somente on-line.”

“Decidir isso tudo requer cautela, tem impactos, mas devemos fazer o que precisa ser feito. Precisamos estar juntos. Pelo clube, que viverá uma situação atípica, e pelo nosso País, que requer nesse momento esforço e disciplina de todos.”

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*