Rodriguinho no Bahia: Salvador da Pátria ou apenas mais um?

"Rodriguinho traz na sua bagagem um histórico de conquistas"

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Rodriguinho contratado pelo Esquadrão, que notícia da zorra penso eu com meus botões e realmente comemorei que um jogador desse calibre tenha chegado para o E.C BAHIA. Em outros tempos, jamais haveria tal negociação, aliás, nenhum dos jogadores que aqui estão sequer ouviriam a proposta de um clube do Nordeste, ainda que fosse do maior da região, como é o Esquadrão de fato, simplesmente se apegariam às ditas tradições ou simplesmente a geografia para a recusa imediata.

 

Tenho visto muitas críticas oportunistas contra a diretoria, contudo, essa diretoria tem trazido atletas de alto nível e de prateleiras superiores do mercado da bola, cobiçados por outras equipes sim, que enxergaram no E.C BAHIA uma excelente oportunidade profissional e esportiva. O que digo é que a diretoria está de parabéns quanto à sua atuação no mercado, o problema agora é de Roger Machado que não tem muito do que reclamar de atletas e, além disso, tem a disposição peças do time de transição como bons atletas para reforçar o time principal, e isso deve ser sim creditado à diretoria.

Diante desse panorama, eu humildemente sou mais de esperar que o jogador faça sua história com as cores do Tricolor de Aço antes de festejar o que ele fez em outras agremiações. Rodriguinho traz na sua bagagem um histórico de conquistas, dentre as principais o de bi campeão brasileiro em 2015 e 2017, com convocações para a Seleção Brasileira. Enfim, bastante rodado e com cancha para dar a qualidade final de passe e transformar o meio campo do esquadrão mais pensante com a bola nos pés, mas que tem que escrever sua historia de verdade com as cores do esquadrão.

O que devemos esperar enquanto torcedores é que o nosso técnico consiga extrair o melhor do Rodriguinho e que as peças que vão o auxiliar no meio de campo deem a liga necessária para que ele possa jogar como sabe e o que sabe. A chegada dele é muito boa, mas, volto a repetir, o time e o técnico precisa abandonar a postura conservadora exibida nos jogos, a exceção do jogo contra o Nacional na copa sul-americana, o time não sabe terminar de ganhar as partidas, se satisfaz com pouco e se arrisca recuando suas peças ao invés de tentar dilatar os placares conseguidos.

Não vejo o Rodriguinho como um salvador da pátria, mas uma peça de alto valor no tabuleiro de jogadores do Bahia. Num panorama atual chega após a vergonhosa eliminação da Copa do Brasil com uma responsabilidade maior ainda, para vestir a antes carente camisa 10. Vejo sua chegada como uma possibilidade de progresso no decorrer do ano e com a esperança que façamos um 2020 melhor, pois já começou muito mal, tanto no quesito financeiro quanto no esportivo.

Com boa expectativa, mas ainda esperando para ver como realmente será a passagem desse excelente jogador no Esporte Clube Bahia.

BBMP!

Diego Campos, torcedor do Bahia e colaborador do Futebol Bahiano.

 

Deixe seu comentário

2 Comentário

  1. Chega a ser irritante a maneira do Bahia jogar depois que ele está a frente no placar. O jogo contra o Ceará ficou no empate por culpa única do técnico. A entrada de mais um volante matou o time que ficou sem meio campo e quase não pegava na bola.

  2. Bom comentário. Acho Rodriguinho acima da média mas não o colocaria no rol de craques. Um bom jogador que agregar muito ao elenco que considero muito bom. O desempenho do time está muito aquém do que pode mas isso credito ao Roger que, em meu entendimento, se perdeu no 2° turno do brasileiro e não mais conseguiu de arrumar o time. Isso tem causado a perda de ótimas oportunidades.
    Vi algumas insinuações que o Bahia estaria em negociação para trazer o Dedé. Esse sim, excelente jogador, mas acho pouco provável sua vinda face ao alto custo.
    Tomara que Roger consiga tirar o máximo do time. Por enquanto tem sido uma grande decepção, inclusive quando ganha, como foi o caso do jogo contra o CSA. A exceção foi contra o Nacional pela sulamericana, que venceu e convenceu.
    Pelo retrospecto de desempenho se impõe a troca de técnico. Só espero que a diretoria não demore tanto quanto em 2019, quando o técnico foi trocado quando o estrago era grande e irreversível.
    Vamos em frente. Que eu queime a língua e Roger consiga arrumar a casa e o time arrebente.
    Saudações tricolores. BBMP.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*