Polícia cumpre mandados de busca e apreensão nas sedes das extintas torcidas do Sport e Santa Cruz

O judiciário atendeu ao pedido do governo estadual de Pernambuco para extinção compulsória de três torcidas organizadas do Sport, Santa Cruz e Náutico. Em decisão, divulgada na última terça-feira (18), o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) informou que foram julgadas ações que pediam o encerramento das atividades da Jovem, Inferno Coral e Fanáutico, por episódios constantes de violência, vandalismo e brigas e outros tipos de violência. De acordo com o TJPE, além de determinar o fim das torcidas, a sentença do juiz Augusto Sampaio Angelim ordenou a extinção dos Cadastros Nacionais de Pessoa Jurídica (CNPJ) das organizações. Porém, ainda é possível recorrer ao segundo grau do Judiciário em Pernambuco.

 

Mas não ficou apenas por aí. Na manhã desta sexta-feira, a Polícia Civil deflagrou uma operação para cumprir mandados de busca e apreensão nas sedes das extintas torcidas organizadas Inferno Coral e Torcida Jovem. Denominada “Abre Alas”, a operação contou com a atuação de 40 policiais.

A ação tem como objetivo apreender objetos que possam ser utilizados como armas, a exemplo de soqueiras, barrotes, bolas de sinuca, bombas e fogos de artifício. Além disso, os mandados expedidos pelo juiz da 4ª Vara Criminal da Capital autoriza a apreensão de documentos de identificação de suspeitos de cometer crimes e bandeiras roubadas de torcidas adversárias, que seriam usadas como troféu para incitar confrontos entre os grupos.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*