Bahia deve ser denunciado por mau comportamento da torcida no Ba-Vi

Árbitro relatou invasão de campo e objetivos atirados no gramado

Foto: Felipe Oliveira

Além da derrota, o Esporte Clube Bahia pode ter outros prejuízos por conta do mau comportamento da torcida no clássico Ba-Vi do último sábado, na Arena Fonte Nova, pela Copa do Nordeste. O árbitro da partida, Gilberto Rodrigues Castro Junior, relatou na súmula a invasão de um torcedor no fim do primeiro tempo, além do lançamento de um copo em direção ao trio de arbitragem e uma sandália no momento em que a equipe do Vitória deixava o gramado. Com isso, o Esquadrão deve ser denunciado no artigo 213 (invasão de campo) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que prevê perda de mando de campo por dez partidas, além de multa entre R$ 100 e R$ 100 mil reais.

 

“Informo que ao término do primeiro tempo, ainda com as equipes em campo, um torcedor trajando camisa do E. C. Bahia invadiu o campo de jogo para protestar contra o goleiro de sua equipe. O invasor foi contido pela Polícia Militar e retirado do campo imediatamente. Ao final do primeiro tempo da partida, quando a equipe de arbitragem se dirigia ao túnel que dá acesso ao vestiário, um copo foi arremessado em direção à referida equipe, advindo dos torcedores do E. C. Bahia. Após o término da partida, quando a equipe do E. C. Vitória estava se retirando do campo de jogo, próximo ao túnel de acesso dos vestiários, foi arremessada uma sandália em direção aos jogadores, contudo não atingindo ninguém”, escreveu o árbitro.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*