Após recusar o Palmeiras, diretor do Bahia agora é alvo do Atlético-MG

Diego Cerri é o nome preferido no clube mineiro, diz site

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

No final do ano passado, o diretor de futebol Diego Cerri entrou na mira do Palmeiras para a vaga de Alexandre Mattos, porém, o dirigente recusou a proposta alviverde e decidiu permanecer no Esporte Clube Bahia, onde está desde 2016. Com a negativa, o Verdão anunciou Anderson Barros, que estava no Botafogo. Eliminado precocemente da Sul-Americana e Copa do Brasil, o Atlético-MG passa por grande reformulação. O primeiro a deixar o clube foi o técnico venezuelano Rafael Dudamel, junto com o diretor de futebol Rui Costa.

 

Para a vaga de treinador, a diretoria ainda estuda algumas opções no mercado, enquanto para a diretoria de futebol o nome preferido dentro do clube é o de Diego Cerri, atualmente no Bahia. A cúpula alvinegra já sonda a situação do executivo, mas sabe das dificuldades que pode encontrar para tentar fazer um negócio. A recusa de Cerri ao Palmeiras deixa Sérgio Sette Câmara, presidente do Galo, cauteloso sobre uma eventual proposta. A informação é do portal UOL Esporte.

Diego Cerri tem 45 anos e chegou ao Bahia em agosto de 2016. No tricolor, ele montou o time que conquistou o acesso à Série A daquele ano e faturou a Copa do Nordeste de 2017. Antes disso, também levantou o troféu do torneio regional com o Ceará em 2015, batendo o próprio Esquadrão. Outros trabalhos de destaque foram à frente do Red Bull Brasil, de 2010 a 2012, e no Grêmio Barueri/Prudente, de 2007 a 2020. Além do departamento de futebol, Cerri também já desempenhou funções dentro da comissão técnica durante suas passagens pelos Estados Unidos e Emirados Árabes Unidos.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*