Nonato não sabe se vai comemorar caso marque gol contra o Bahia

"Vamos ver na hora. É difícil falar", disse o artilheiro

Foto: Luciana Flores

Principal contratação do Vitória da Conquista para a disputa do Campeonato Baiano de 2020, o atacante Nonato vai reencontrar o Esporte Clube Bahia neste próximo domingo, em partida agendada para 16h, no Estádio Metropolitano de Pituaçu, pela 2ª rodada do Estadual. Um jogo especial para o centroavante que fez história no Esquadrão se tornando um dos grandes ídolos do torcedor tricolor. Aos 40 anos, o artilheiro disse estar ansioso, principalmente por nunca ter enfrentado o Tricolor. Questionado se vai comemorar caso marque gol contra o ex-clube, Nonato deixou o mistério no ar, afirmando que não saber qual será sua reação. Porém, frisou que o fato de comemorar ou não, não vai tirar o carinho que a torcida tem por ele.

 

“A expectativa é grande. Estou um pouco ansioso, porque nunca joguei contra o Bahia. Vai ser minha primeira vez. Aqui no estado, nunca vesti outra camisa a não ser a do Bahia. Vai ser a primeira vez que estou vestindo a camisa de outro clube e jogar contra um time que tenho o maior respeito, o maior carinho. Foi o time que me revelou para o futebol e a torcida que sempre teve o maior carinho por mim e eu com eles e até hoje esse carinho é enorme. Todas as vezes que eu vou à Salvador sou muito bem recebido pela torcida. Nas redes sociais, que aproxima mais a gente, estamos sempre trocando mensagens. Então vai ser legal esse jogo”, declarou em entrevista ao Bahia Notícias.

“Independente de comemorar gol ou não, isso não vai tirar o carinho que a torcida tem por mim, nem o meu pela torcida e nem pelo clube. A minha história no Bahia já foi feita, foram 125 gols com muito amor e carinho que eu fiz por esse clube. Vamos ver na hora. É difícil falar com relação a comemorar gol assim, porque nunca joguei contra o principal time que joguei, que mais fiz gols. Minha história no Bahia é muito bonita, então não sei como vai ser minha reação na hora que fizer gol”, afirmou.

Nonato é o maior goleador do Bahia no século XXI e sétimo maior artilheiro do clube com 125 gols marcados, sendo decisivo nos títulos da Copa do Nordeste em 2001 e 2002, além do Baianão de 1999 e 2001. Foi vice-artilheiro do Copa do Nordeste de 2002, com 12 gols, e artilheiro da Copa do Brasil de 2003, marcando 09 gols. Sua última passagem pelo Tricolor Baiano foi em 2007.

Depois de sua saída do Bahia, Nonato teve duas excelentes temporadas na Coreia do Sul, onde foi artilheiro pelo Daegu FC e FC Seoul. Retornou ao Brasil para defender o Goiás e após uma breve passagem pelo Fortaleza, acertou sua volta ao Bahia, em 2007, participando do momento mais difícil da história do clube: no segundo ano na Série C. Ao todo, marcou 19 gols somente naquele ano e ajudou o Tricolor a subir de divisão. Nonato tem apenas três gols a menos do que o sexto maior artilheiro do Bahia, Marcelo Ramos.

Nos últimos anos, o atacante atuou com frequência por clubes do futebol de Goiânia, inclusive se destacando na Copa do Brasil de 2018, quando marcou o gol da Aparecidense que eliminou o Botafogo. Em 2018, foram 24 gols marcados (sendo 15 com a camisa da Aparecidense e mais 9 pelo Goianésia). Em 2019, o centroavante marcou três gols no Goiano.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*