Em nota, Victor Ramos se pronuncia após ter prisão decretada

“Tenho plena convicção que a Justiça está ao meu lado", disse

A juíza Alessandra Gonçalves Paim Bonanza, da 5ª Vara de Família do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), expediu na última quinta-feira um mandado de prisão de um mês ao zagueiro Victor Ramos, com passagens por Vitória, CRB, Palmeiras, Vasco, entre outros. O pedido se refere ao não pagamento de pensão alimentícia à ex-mulher, Daniela Almeida Silveira, entre os meses de outubro e dezembro de 2018. Segundo a decisão da juíza, “em momento subsequente, a credora dos alimentos manifestou-se acerca da impugnação, oportunidade em que refutou as ponderações apresentadas pelo alimentante e reiterou o pedido de decretação de sua prisão”. Nesta sexta-feira (31), em nota, o zagueiro se defendeu.

 

“Tenho plena convicção que a Justiça está ao meu lado e sairei vitorioso. Mostrarei para a sociedade que vem me julgando, pois só estava ouvindo uma única versão, quem é essa pessoa. Eu mantive um relacionamento com uma pessoa, jovem, hígida, apta a trabalhar, durante, apenas, seis meses e fui “apenado” a pagar uma pensão alimentícia pelo prazo de doze meses, que ainda está em fase de recurso para ser decidido. Vale frisar que não tivemos filhos neste relacionamento”, disse.

Victor Ramos alegou que Daniela “vem tentando difamar sua imagem através de ações judiciais e fazendo uso indiscriminado da mídia, propalando inverdades sobre ele”. Além disso, ele ressalta que ela pediu um valor “exorbitante”, que teria sido indeferido pela juíza de primeiro grau, e teria requerido metade do patrimônio dele “que foi constituído antes desse relacionamento”.

 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*