Bahia pode envolver Régis em negociação por volante do Cruzeiro

Bellintani se encontra em Belo Horizonte e se reúne com o Cruzeiro

Em Belo Horizonte desde essa segunda-feira, onde fez uma visita ao Cruzeiro para trocar experiências com a diretoria do clube mineiro sobre reconstrução do clube, o presidente Guilherme Bellintani aproveitou para tratar de assuntos relacionados ao volante Éderson, que é alvo do Esporte Clube Bahia e, de acordo com o portal Superesportes, o meia Régis pode ser envolvido no negócio. O jogador, que retornou de empréstimo do Corinthians  e vem sendo observado pelo técnico Roger Machado, teria sido colocado em pauta como possibilidade de uma eventual troca pelo volante cruzeirense. No entanto, ainda não existe negociações em andamento entre as partes.

 

Éderson move uma ação na justiça contra o clube mineiro, pedindo rescisão indireta de contrato e cobrando multa de mais de R$ 2 milhões, por causa de atrasos em salários, direitos de imagem, férias, 13º e Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). No processo, ele usa inclusive uma “carta de intenção” do Bahia em tê-lo no elenco. Nesta terça-feira, o agente de Éderson, César Gody, é esperado na sede administrativa do Cruzeiro justamente para uma nova reunião. O objetivo é de chegar a um acordo para que o processo seja finalizado e o jogador possa voltar a atuar – possivelmente no Bahia.

Régis chegou ao Bahia em 2016, emprestado pelo Sport-PE, após passagem apagada pelo Palmeiras. Na primeira temporada pelo tricolor, marcou 4 gols em 26 jogos. Em 2017, deslanchou e foi peça importante na conquista da Copa do Nordeste, marcando 13 gols em 49 jogos no ano. Acabou sendo envolvido na negociação pelo goleiro Jean e ficou em definitivo no Tricolor. Em 2018, manteve as boas atuações, atuando 43 vezes e marcando 6 gols, atraindo a atenção do Al-Wehda que pagou para ter o jogador por empréstimo em setembro de 2018 até julho de 2019. Porém, não atuou pela equipe árabe e retornou ao Brasil, sendo emprestado ao Corinthians, atuando apenas sete jogos. Pelo Tricolor Baiano, atuou de 2016 até 2018, com 118 jogos e 23 gols marcados.

Natural de Campo Grande (MS), Éderson José dos Santos Lourenço da Silva tem 20 anos e surgiu nas divisões de base do Desportivo Brasil e em 2015 chegou a ser emprestado ao Shandong Luneng da China para integrar o Sub-17. Em 2018, acertou por empréstimo com o Cruzeiro que no ano seguinte adquiriu o jogador em definitivo. Iniciou 2019 atuando no sub-20, atuando 10 jogos entre Mineiro Júnior e Copa do Brasil Sub-20. Foi promovido ao elenco profissional e chegou a atuar 22 partidas pelo time principal, marcando 2 gols.

Deixe seu comentário

3 Comentário

  1. Jogador problemático, gerou tumulto no grupo e confusão para não jogar no Bahia.. Aqui só jogadores que queiram entrar em campo e defender o manto tricolor. Regis é mercenário. E só joga meio tempo.

  2. Deixa Regis se porra. Ano passado fez uma falta da porra. Chegando no final do campeonato brigando por libertadores com lateral improvisado no meio campo.

  3. Brincadeira! Não trazem um meia pra jogar e ainda querem desfazer do que tem! Talvez pq sem um outro eles sabem que a torcida mesmo o Régis n tando muito bem a torcida n vai aceitar essa invenção de atacante de beirada como Elber ser improvisados no meio, então quer se livrar logo, e o cara joga muito então eles preferem negociar começo do Régis provar q quem foi punido foi o Bahia e n ele quando deixou escapar uma possibilidade de libertadores ano passado, Ederson é um ótimo jogador tem q contratar mesmo mas n manda o Régis n.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*