Jogadores do Bahia aliviados após triunfo sobre o CSA e fim do jejum

Artur e Moisés falaram após a partida no Rei Pelé

Foto – Felipe Oliveira/EC Bahia

Após uma sequência de nove jogos sem vencer, o Esporte Clube Bahia finalmente mandou embora a ‘urucubaca’ e neste domingo (01/12) – mesmo atuando com 10 jogadores devido expulsão do volante Ronaldo – derrotou o CSA por 2 a 1 no Estádio Rei Pelé, em Maceió, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. Com o triunfo, o Esquadrão encerra a sequência negativa que durou quase dois meses e encaminha sua classificação para Copa Sul-Americana. Após a partida, os jogadores celebraram bastante o triunfo. Para o atacante Artur, a equipe mostrou sua força mesmo com um a menos. Para o lateral Moisés, o Bahia segue vivo, e foca nas últimas duas rodadas. Já para o meia-atacante Élber, o triunfo fira um peso da equipe e agora almeja terminar na melhor colocação possível.

 

“Ufa! Essa é a palavra; Mostramos a força da equipe com um a menos. Fico feliz de sair com o triunfo daqui”, declarou Artur, em entrevista à Rádio Metrópole.

“A gente sabia da responsabilidade, mas essa tempestade passou. Estamos vivos ainda. Falando da Libertadores está apertado, mas vamos jogar os últimos jogos”, disse Moisés. 

“A equipe está de parabéns pela luta em campo. Estão todos de parabéns e continuar nessas duas rodadas. Queremos colocar o Bahia na melhor posição. Sabemos que triunfo ajuda. Tirou um peso da nossa equipe e agora é continuar assim para vencer e colocar o Bahia no mais alto possível”, disse Élber, em entrevista à Rádio Metrópole.

Com o resultado, o Esquadrão chega aos 48 pontos e se mantém no 11º lugar, há um ponto de distância para Goiás e Fortaleza que aparecem acima na tabela de classificação, e seis pontos acima do Fluminense, 15º colocado, primeiro time fora da zona de classificação para Sul-Americana. No 18º lugar com 32 pontos, o CSA coloca um pé e meio na segunda divisão. As chances de salvação agora são mínimas e o rebaixamento pode ser sacramentado nesta segunda-feira na hipótese de um triunfo do Cruzeiro sobre o Vasco da Gama em São Januário.

Deixe seu comentário

1 Trackback / Pingback

  1. Roger não joga toalha para Libertadores: 'Matematicamente, há possibilidade'

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*