Ex-jogadores da dupla Ba-Vi na lista de negociáveis do Internacional

Inter tenta achar novos clubes para Thales e Gustavo Ferrareis

Após se desfazer de Emerson Santos, Guilherme Parede, Neilton, Matheus Galdezani e Rithely, que não tiveram os seus contratos renovados ao final da temporada 2019, o Internacional de Porto Alegre trabalha agora para resolver as situações de três jogadores, dois deles com passagens pelo futebol baiano: o zagueiro Thales, com passagens por Bahia (2017) e Vitória (2019), e o meia Gustavo Ferrareis, que já vestiu a camisa do Bahia em 2017 e esse ano defendeu Botafogo e Avaí. Os dois jogadores estão na lista de negociáveis do Inter, que também tenta achar um novo clube para o atacante Brenner. O meia Valdívia, que também não fazia parte dos planos do técnico Eduardo Coudet, já teve seu destino confirmado.

 

Valdívia retornou de empréstimo do Vasco sem ter deslanchado em São Januário após 12 jogos e nenhum gol e acertou com o Avaí por empréstimo até o final de 2020. O anúncio oficial aconteceu na noite de hoje (27). Principal contratação da equipe catarinense, o jogador viverá um cenário diferente das últimas equipes que defendeu, e disputará Catarinense, Copa do Brasil e Série B. O vínculo com Internacional dura até o fim do ano. Ou seja, depois de passar pelo Avaí, Valdívia estará livre para assinar com qualquer clube. O curioso é que ele recusava a Série B como destino e, inclusive, rejeitou uma proposta do Cuiabá.

Entre 2015 e 2016, Valdívia era a principal aposta do Inter, foi chamado para seleção olímpica e só não participou da campanha da medalha de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro pois se lesionou. Em 2017, começou pelo Inter, mas acabou cedido ao Atlético-MG. No ano seguinte, começou no Galo e foi transferido para o São Paulo, e depois ao Al-Ittihad, da Arábia Saudita. No ano passado esteve no Vasco no segundo semestre. Com a saída dele, o Inter tenta agora resolver as situações de Thalles, Gustavo Ferrareis e Brenner.

Natural de Bauru (SP), Gustavo Ferrareis, de 23 anos, foi revelado nas divisões de base do Internacional e defendeu o Esporte Clube Bahia em 2017, atuando em apenas 11 jogos e marcando um gol. Acumula passagem ainda pelo Figueirense, além de Botafogo e Avaí esse ano. Foram 10 jogos pelo Fogão e 8 pelo Azulão de Santa Catarina. Thales, de 26 anos, também é cria da base colorada e acumula passagens por Atlético-GO e CSA, além da dupla BA-VI. Defendeu o Bahia em 2017 (21 jogos e 1 gol) e vestiu a camisa do Vitória no primeiro semestre de 2019, atuando apenas 8 jogos e sendo liberado para acertar com o Criciúma.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*