Tentando repetir a dose, Bahia enfrenta o Flamengo no Maracanã

No primeiro turno, Bahia aplicou 3 x 0 no Flamengo

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Esporte Clube Bahia vinha sendo uma das sensações do Campeonato Brasileiro de 2019, enchendo seu torcedor de esperança na briga por uma vaga na Libertadores de 2020, no entanto, após aquele triunfo sobre o Avaí em Santa Catarina que colocou o time na SEXTA colocação, tudo mudou. De lá para cá, foram nove jogos, com apenas um triunfo contra o Grêmio em Porto Alegre, cinco derrotas (três delas em Salvador para Athletico, Ceará e Inter), e outros três empates, dois seguidos contra Cruzeiro e Chapecoense. Do 6º lugar, o time de Roger Machado foi descendo a ladeira e chegou até a 10ª colocação, mas na rodada passada retornou ao 9º lugar com 43 pontos, porém, já distante do G-6. O principal objetivo de momento é reencontrar o caminho dos triunfos para não correr o risco de perder até a vaga na Copa Sul-Americana que está bem encaminhada. As chances de vaga na pré-Libertadores existem, mas beiram a casa do zero segundo os matemáticos.

 

Sem vencer há cinco jogos seguidos, inclusive, desperdiçando pontos importantes mesmo atuando dentro de casa onde também não vence há cinco jogos, o Esporte Clube Bahia terá neste domingo uma tarefa complicada diante do líder Flamengo em grande fase sob o comando do português Jorge Jesus. O time carioca caminha em ritmo acelerado em direção ao título no qual já conquistou em seis oportunidades, a última vez em 2009. Curiosamente, o Bahia foi o último (e único) clube que venceu o Flamengo de Jorge Jesus na Série A e não tão somente venceu, como conquistou os três pontos de forma expressiva aplicando 3 a 0 em jogo realizado na Arena Fonte Nova, valendo pela décima terceira rodada da competição, com o atacante Gilberto – que agora atravessa uma seca de gols – anotando todos os tentos daquela partida. É claro, neste domingo, um triunfo por 1 a 0 terá um peso até maior do que os 3 a 0 do primeiro encontro, afinal, o momento é totalmente desfavorável ao tricolor, enquanto o Rubro-Negro não perdeu em casa no Brasileirão.

De lá pra cá, o Flamengo não experimentou qualquer outra derrota. Foram 18 jogos onde obteve a assustadora marca de 16 triunfos e apenas dois empates contra São Paulo e Goiás, esse último recebendo o empate nos acréscimos do jogo. Antes do duelo contra o Bahia, o Flamengo havia sido derrotado pelo Atlético Mineiro e Internacional, no entanto, ambos pelo placar apertado de 2 x 1, nas primeiras rodadas quando a equipe carioca sofria bastante pressão sob o comando do técnico Abel Braga.

O desfalque pelo lado do Bahia fica por conta do meia-atacante Marco Antônio, que foi vetado pelo departamento médico por conta da lesão no pé sofrida na partida contra a Chapecoense. O volante Ronaldo não pode enfrentar o Flamengo por força contratual. A dúvida fica para o ataque. Gilberto, autor dos três gols no triunfo por 3 a 0 no jogo do primeiro turno, pode reassumir a titularidade. Veja a provável escalação: Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Moisés; Gregore, Flávio e João Pedro; Artur, Élber e Fernandão (Gilberto).

Suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o lateral-direito Rafinha será substituído por Rodinei. Outra ausência deve ser o meia Arrascaeta, que sofreu uma torção no joelho esquerdo e não foi a campo nesta sexta-feira. Ele, inclusive, ficou fora convocação do Uruguai para os amistosos contra Hungria e Argentina. Sem o uruguaio, Vitinho e Reinier disputam a vaga. Lembrando que o técnico Jorge Jesus tomou o terceiro cartão amarelo no jogo contra o Botafogo e está suspenso. Com isso, seu auxiliar técnico, João de Deus, é quem vai comandar o time à beira do campo. O Flamengo deve enfrentar o Bahia com: Diego Alves, Rodinei, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson, Everton Ribeiro e Vitinho (Reinier); Bruno henrique e Gabigol.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*