Jogadores do Vitória cobram salários atrasados e não vão se concentrar antes do jogo contra o CRB

Jogadores cobram salários atrasados da diretoria do Leão

Foto: Letícia Martins / ECVitória

O Esporte Clube Vitória vem sofrendo desde o inicio do ano com problemas administrativos somente finalizados com a eleição do Paulo Carneiro no mês de abril passado, quando a vaca já estava no brejo atolada até o pescoço, restando apenas ao clube a tarefa de escapar do rebaixamento. Neste período, pelo menos publicamente não se tem noticias de descontentamento dos jogadores acerca de atraso de salário ou nada do gênero, no entanto, justamente no momento que o clube está a poucos passos para atingir o objetivo de se SALVAR caso derrote o CRB nesta terça-feira, no Barradão, surgem notícias que os jogadores ameaçaram não concentrar sob alegação e pressão para receber dois meses de salários atrasados, como reportou hoje à noite o respeitável site GloboEsporte na sua página dedica ao Esporte Clube Vitória.

 

O site também traz a palavra do técnico Geninho sob o assunto. Macaco velho no futebol, veterano e ex-jogador, o treinador tentou contemporizar afirmando que problema deste tipo não acontece apenas no Vitória e na maioria do clube brasileiro.

– Todo mundo sabe que o Vitória está tendo algumas dificuldades nessa reta final. E a gente tem procurado ajudar de todas as maneiras. Ajudando o clube, fazendo o meio-campo entre diretoria e grupo e levando para a diretoria alguns problemas e reivindicações do grupo para que, dentro das condições do Vitória… Não adianta tirar leite de pedra. Não tem, não tem. Mas eu acho que o Vitória tem condições, de repente, de procurar nessa reta final, a partir do momento que garanta permanência… Tudo passa por uma permanência na Série B de começar a traçar dias melhores. É muito ruim. O profissional trabalha e quer receber por aquilo. Hoje, um atraso, não vamos falar de atraso exagerado, faz parte da maioria dos clubes brasileiros. Não é somente o Vitória. Mas a gente, se possível, tem que minimizar o máximo esse problema. Que o atraso não se transforme em um grande atraso, porque o primeiro problema se transforma em grande problema e fica mais difícil de você administrar.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*