E.C Bahia claramente perdeu o foco, dentro e fora de campo!

EC BAHIA: Esporte Clube Ações Afirmativas!!??

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Qualquer instituição que propague ações de responsabilidade social, através de diversas campanhas, merece aplausos. Nenhum outro clube do Brasil, em nenhum tempo, ousou à publicitar tantas campanhas, como o Esporte Clube Bahia de 2019. As ações, de fato, são oportunas, por trazer demandas importantes da sociedade, muitas vezes deixadas de lado, por outros setores. Contudo, é notável o casuísmo eleitoral do presidente da maior agremiação esportiva do Nordeste a ponto de utilizar o clube como trampolim.

 

Sim, não é de hoje que o gestor do Esquadrão pleiteia seguir carreira pública, tendo já ocupado outras funções na Prefeitura de Salvador. Curiosamente, seu nome surge como pré-candidato ao Palácio Tomé de Sousa. Guilherme Bellintani é dono de uma inteligência natural, com alta capacidade administrativa, não tem como negar seu talento, já testado algumas vezes. Prova disso é a condução quase inquestionável no Fazendão na atual temporada.

Mas nem tudo são mil maravilhas, com o sucesso no campo, até o início do retorno, vieram a queda avassaladora de desempenho, dentro das quatro linhas, e o aumento intensivo das ações afirmativas. O clube claramente perdeu o foco, dentro e fora do campo.

À mercê de terminar fora da zona da libertadores, com chances de classificar os oito primeiros no Brasileirão, caso o Flamengo conquiste à Libertadores, o Bahia pode jogar no lixo aquela que ainda pode ser a melhor temporada na era dos pontos corridos.

O efeito nefasto de políticos no Esporte Clube Bahia, quase afundou o clube em dívidas e na última divisão nacional. Talvez seja o momento do conselho deliberativo apreciar uma inclusão estatutária, proibindo a filiação partidária de todos os candidatos à presidência e em qualquer tempo, durante o mandato, no âmbito de afastar os políticos que usam o clube em benefício próprio.

Luigi Bispo, 31 anos, Tecnólogo em Processos Gerenciais, Especialista em Gestão Esportiva e MBA em Gestão Executiva e Liderança Estratégica.

Deixe seu comentário

5 Comentário

  1. A sugestão com relação ao estatuto é até valida, mas como foi citado no comentário acima não são as ações e colocação do clube com relação a determinados assuntos que provocou queda de rendimento… Qual o mal que a Diretoria fez ao Bahêa? Vamos saber reconhecer e valorizar o trabalho do presidente, contas em dias, marca valorizada, perspectivas mt além de brigar pra não cair.

    • O melhor comentário já publicado neste site. Não é questão o excelente trabalho da diretoria atual, a questão é a aparente perda do foco “futebol”, que ocorreu no returno do campeonato.

  2. Perfeito o comentário e a sugestão dada ao Conselho do Bahia. Lembrando que o Bahia sempre se deu mal, sobretudo em relação à dupla Bavi, quando teve presidentes envolvidos na politica. Que nas próximas eleições para Presidente os sócios votem em quem não tem qualquer viés político, mas torço por mudanças no estatuto do clube.

  3. Prezados,
    Não foram as campanhas afirmativas que o Bahia vem realizando que fez com que o time caísse drasticamente de produção. Hoje o clube tem muito mais espaço na mídia nacional e internacional graças a essas campanhas. Basta ver que são os quatro primeiros colocados do campeonato para perceber que todos tem no mínimo 20 atletas com capacidade de manter o ritmo durante um campeonato tão longo. Faltou elenco ao Bahia e isso é fato.
    Em relação a Belintane. ,vamos deixar de hipocrisia, pois todos que passaram pelo clube ao longo de sua história usaram o clube como trampolim político. Que o diga Osório, Maracajá, Familia Guimarães e por aí vai.

  4. Sobre candidatura de políticos q usam o Bahia como trampolim, eu só tenho uma coisa a dizer:

    TORCIDA TRICOLOR N VOTEM EM NENHUM CANDIDATO QUE USE O BAHIA COMO TRAMPOLIM

    Então, n tenho nada contra a pessoa Bellitani mas n voto nele de jeito NENHUM

    FAÇAM O MESMO

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*