Torcedor do Fortaleza abraça a ideia do sócio e chega a 220 mil no Estádio

(Foto: Fabio Lima/Fabio Lima)

A torcida do Fortaleza, ainda entusiasmada com o retorno do clube para a 1ª divisão depois de anos e anos caindo nas semifinais da Série C e vacilando na Série B, talvez tenha sido a torcida que com maior intensidade abraçou a ideia do sócio torcedor. Infelizmente não há dados comparativos neste momento para se certificar e criar parâmetros. Mas é certo que ontem à noite na derrota para o Flamengo nos últimos minutos do jogo pelo placar de 2 x 1, 21.759 sócios-torcedores estavam presentes na Arena Castelão de um total de 49.101 que foram prestigiar o jogo pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A.

 

Aliás, o próprio público por si só já é uma beleza independente de ser sócio ou não, é verdade que é preciso considerar a força da torcida do Flamengo naquele estado que seguramente potencializou tais números.

Já no nosso estado, sabidamente comportando o maior clube da região, seu mais importante estádio, a Arena Fonte Nova, por maior que seja o tamanho da torcida do Bahia estará limitado aos 44 e pouco mil lugares, algo inconcebível e injustificável principalmente comparando com o apelo do futebol cearense.

Se for somar todas as partidas do Fortaleza como mandante até agora na competição, o time já levou cerca de 220.336 sócios ao estádio em uma média de 16.948 por partida. Destaque para a partida contra o Athletico.Dos 20 mil torcedores em números arredondados que estiveram na Arena Castelão, 14 mil eram sócios em uma media de 73%. Vale lembrar que o tricolor do Ceará tem a quarta melhor média de público da atual edição do Campeonato Brasileiro com 31 mil torcedores por partida, no entanto, com o valor médio dos ingressos custando R$ 15 reais (a menor entre os 20 clubes participantes), enquanto o Bahia é o sexto colocado com uma média de público de 28 mil torcedores, tendo como valor médio R$ 23 reais. O Palmeiras é onde o valor médio é o mais alto: 56 reais.

Deixe seu comentário

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*