Juca Kfouri elogia campanha do Bahia e exalta administração do clube

"Fruto do belo trabalho de Roger Machado e de uma diretoria exemplar"

Futebol é, sobretudo, RESULTADOS, sem esse ele quase de imediato, até as melhores administrações que produzem avanços importantes em outros segmentos que podem conduzir o clube para as vitórias em curto espaço ou médio de tempo, são ofuscadas quando não ganham um destaque secundário, ainda que reconhecidas notadamente por aqueles mais próximos que estão vivenciando a história do clube de perto. Quando não chegam por impaciência e cultura, tudo é questionado e a desconfiança e incerteza batem à porta. Quando eles aparecem, todo o conjunto floresce sendo evidenciado de forma clara e cristalina os avanços.

 

Um exemplo disso são os elogios do jornalista Juca Kfouri no seu BLOG no UOL, que não se limitou apenas em festejar a atual colocação do tricolor de aço, fruto do belo trabalho do treinador Roger Machado, como atribui o sucesso de momentos a experiência democrática do clube baiano, construída no passado ainda recente. Veja abaixo:

“Com investimento incomparavelmente menor que o do São Paulo, o Bahia chegou ao G6. O Tricolor baiano desalojou o Tricolor paulista ao vencer o Avaí por 2 a 0, gols de Élber e Nino Paraíba, no primeiro tempo. Viajou lá de cima para lá embaixo, mais de 2.650 quilômetros, e vai voltar radiante de Florianópolis para Salvador. Fruto do belo trabalho de Roger Machado e de uma diretoria que é exemplar não apenas na gestão do futebol, mas administrativamente, no marketing cidadão e fruto de já duradoura experiência democrática”, escreveu o jornalista no seu Blog.

O bom futebol apresentado pelo time do Bahia no Campeonato Brasileiro rendeu elogios também do técnico da Seleção Brasileira, Tite, que comentou sobre a campanha do Esquadrão na Série A e destacou que o tricolor tem um modelo de uma forma que ele gosta, com articulação, variação e jogada trabalhada. “Um futebol de muita qualidade, com um modelo de uma forma que eu gosto. Se assemelha aquilo que eu penso ser um bom futebol, que também é de articulação, de variação por vezes uma jogada trabalhada, uma jogada triangulada e não exclusivamente em bola parada ou bola longa”, disse, em entrevista exclusiva ao Blog do Torcedor.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*