Jogar em casa virou sinônimo de fracasso para o Bahia!

O que levou o Bahia a tamanha derrocada no campeonato?

Foto – Felipe Oliveira/EC Bahia

Jogar em casa virou sinônimo de fracasso para o Esporte Clube Bahia, que vem colecionando resultados desastrosos, vexames e mais vexames, decepcionando o torcedor que vem apoiando a equipe, exemplo, os quase 28 mil torcedores que foram esta noite à Arena Fonte Nova apoiar o time mesmo após a derrota vexatória para o Ceará na última segunda-feira em Pituaçu. Nos quatro últimos jogos em Salvador, o time disputou doze pontos e conquistou apenas um (perdeu para Athletico-PR, Ceará e Internacional, e empatou com o São Paulo). Erros individuais, erros coletivos, jogadores desconcentrados, características de um time sem organização alguma.

 

O que levou o Bahia a tamanha derrocada no Campeonato Brasileiro? O que aconteceu com o sistema defensivo? o que aconteceu com o meio de campo, com o ataque? O que aconteceu com o atacante Gilberto que não balança as redes há sete jogos? Desaprendeu a fazer gol? O que aconteceu com a concentração do time tricolor? Afinal, da noite para o dia tudo foi por água abaixo??

A torcida que sonha ou sonhou com uma vaga na Copa Libertadores da América e com vôos mais altos no campeonato, rodada a rodada tem sentido o gosto amargo dos resultados ruins, e principalmente a mudança repentina do jeito de jogar do Bahia de Roger Machado que vinha sendo bastante elogiado pela imprensa.

Diante do Inter, neste sábado, na Arena Fonte Nova, só a comprovação de que a fase requer cuidados, de que como dizem os mais velhos: a vaca pode ir para o brejo. Antes que o pior aconteça, antes que o Bahia desgarre de vez dos times que lutam pela Libertadores, é preciso que que diretoria, jogadores e treinador revejam o que realmente o Bahia busca no Campeonato Brasileiro. Boas diretorias, bons técnicos e bons jogadores precisam ser determinados, precisam ter atitude para em campo dar uma resposta digna ao seu torcedor.

Acorda pra vida, Bahia. Respeita o amor do teu torcedor. Muda. Lamentável.

Marcelo Eloy, torcedor do Bahia e colaborador do Futebol Bahiano.

 

 

 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*