Corinthians afunda mais a Chape e Atlético-MG frustra torcida contra o Vasco

Dois jogos pela 21ª rodada foram finalizados nesta quarta

Por conta do primeiro jogo da semifinal da Copa Libertadores entre Grêmio e Flamengo nesta quarta-feira na Arena em Porto Alegre, não tivemos rodada do Campeonato Brasileiro no meio desta semana, porém, nem todos os clubes tiverem a tão almejada folga, afinal, dois jogos atrasados da 21ª rodada foram realizados esta noite. Na Arena Condá, em Chapecó, a Chapecoense completou seu sétimo jogo seguido sem vitória (5 derrotas e 2 empates) ao perder para o Corinthians, pelo placar de 1 a 0, com gol do lateral-esquerdo Danilo Avelar.

 

A Chapecoense conquistou o acesso inédito para Série A de 2014 e pode (ou deve) amargar seu primeiro rebaixamento no Brasileirão em 2019. São apenas 15 pontos dos 66 possíveis até aqui, 18 gols marcados e 35 sofridos, ocupando a última colocação. Por outro lado, o Corinthians com a vitória chegou aos 41 pontos, mesma pontuação do Santos, porém, perdendo no primeiro critério de desempate do número de vitórias e, desta forma, ocupando a quarta colocação enquanto o Peixe fica em 3º. O Timão abriu 4 pontos de dois concorrentes pelo G-4 que aparecem abaixo na tabela, Internacional e Bahia, 5º e 6º colocados.

No outro jogo da noite pelo Brasileirão, Atlético-MG e Vasco se enfrentaram no Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG), e o jogo até deu indícios de que o Galo emplacaria o segundo triunfo seguido na competição, porém, após abrir o placar com Otero, o time mineiro tomou o empate com Rossi e aos 48 minutos no apagar das luzes, sofreu a virada com gol do volante Marcos Júnior, decretando a vitória carioca por 2 a 1 no Horto. Com o resultado, o time de Vanderlei Luxemburgo respira no Brasileirão, chegando aos 27 pontos e subindo para o 13º colocado. Já o Atlético de Minas perde grande chance de diminuir a distância pada o G-6 e fica estagnado na 10ª colocação com 30 pontos, sete pontos abaixo de Internacional e Esporte Clube Bahia, 5º e 6º colocados.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*