Bahia segue reinando como melhor clube do Nordeste na atualidade

Bahia é o único clube nordestino com situação tranquila na Série A

O Campeonato Brasileiro da Série A ainda está um pouco além da metade, até o seu final ainda teremos 14 rodadas. Até então, vale destacar a excelente campanha do Esporte Clube Bahia, sabidamente de menor aporte financeiro e estrutura em relação aos clubes do eixo, o tricolor de aço, por mérito está inserido entre os pesos pesados brigando indistintamente dentro e fora de casa por uma vaga entre os seis primeiros colocados em uma campanha um pouco superior aquela planejada pela direção e prevista pelo torcedor, confirmando assim, a sua vocação e autoridade para ostentar despachadamente a condição indiscutível de maior clube do Nordeste na atualidade.

 

Outro clube do nordeste que vale destaque é o CSA de Alagoas que entrou na divisão depois de 31 anos com a corda no pescoço abrindo qualquer lista dos prováveis rebaixados. É verdade, o clube está entre os piores do Brasileirão desde o início, porém, no segundo turno com a chegada do técnico Argel Fucks resiste bravamente como um autentico nordestino.

Na última rodada, o CSA venceu o Avaí e novamente voltou a se habitar para escapar da zona de rebaixamento na próxima quarta-feira quando enfrenta o Internacional de Porto Alegre no Estádio Rei Pelé em Maceió, mas para isto, precisará que o Ceará, outro nordestino não derrote o Grêmio em Porto Alegre em jogo que será realizado no Estádio Centenário em Caxias do SUL, já que o Estádio do Grêmio foi alugado para outra atividade. O grande problema do CSA, neste momento, é o Cruzeiro com sua tradição e apelo, é seu concorrente na pretensão de sair do Z4.

O Ceará no ano passado sofreu desde o início da competição, no entanto, sob o comando do técnico Lisca sobreviveu as duras penas, finalizando o Brasileirão em 15º colocado, com apenas quatro pontos acima do América-MG, que junto com Sport-PE, Vitória e Paraná Clube foram os clubes que perderam o direito de permanecer na divisão.

Este ano, o Vozão até que começou bem aplicando 4 x 0 no CSA na estreia do técnico Enderson Moreira vindo do Bahia, mas não manteve a pegada com o treinador sendo demitido após 23 partidas, obtendo 6 vitórias, 5 empates e 11 derrotas. Um aproveitamento de 34,8%. Além disso, a equipe não vencia há oito partidas. Adilson Batista assumiu o posto e nada mudou, nova derrota e o acumulo de nove jogos sem triunfos e como consequência, agora está com a zona de rebaixamento a um palmo do nariz.

O time do Ceará tem a segunda pior campanha do segundo turno, com apenas um ponto somado registrando a pior colocação do clube — ainda que não tenha figurado em nenhuma das 23 rodadas no Z-4 nesta edição da Série A do Campeonato Brasileiro. No returno, a equipe soma três derrotas em quatro jogos, além do empate diante do Atlético-MG.

O Fortaleza, apesar das idas e vindas do técnico Rogério Ceni, segue na luta, mas ainda correndo riscos consideráveis. O time é o décimo quarto colocado após somar 25 pontos, apenas três pontos além do CSA que abre a lista dos rebaixados considerando o AGORA. Na próxima rodada o tricolor do Ceará, também tratado como tricolor de aço tem uma boa oportunidade de ganhar certo alivio. O time enfrenta a Chapecoense dentro da Arena Castelão.

De qualquer sorte, na atual edição do Campeonato Brasileiro da Série B, os nordestinos Sport-PE e CRB estão bem pontuados e podem repor o quarteto do Nordeste na primeira divisão, na hipótese indesejada de escorrego(s) de CSA ou Ceará, ou Fortaleza, ou todos eles. Enquanto isto, o Esporte Clube Bahia segue representando o futebol do Nordeste como de fato ele merece correndo atrás de uma das vagas para a Libertadores no próximo ano confirmando que é o melhor e o mais representativo clube de nossa região, e com sobras.

Deixe seu comentário

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*