Argentina empata com o Paraguai e segue sofrendo na Copa América

Lionel Messi marcou o gol da seleção argentina no mineirão

Foto: Jorge R Jorge/BP Filmes

Após perder na estreia para a Colômbia, por 2 a 0, na Arena Fonte Nova, a Seleção da Argentina voltou à campo na noite desta quarta-feira (19) para tentar emplacar sua primeira vitória na Copa América, diante do Paraguai, no Estádio Governador Magalhães Pinto, mais conhecido como Mineirão. Porém, só conseguiu um empate que não ajuda muito e mantém a Argentina na lanterna com 1 ponto, porém, com possibilidade de chegar aos 4 pontos e ficar com a segunda colocação do Grupo B em caso de tropeço do Paraguai diante da Colômbia ou no segundo caso, entre os dois melhores terceiros colocados que avançam à próxima fase, podendo entrar no caminho do Brasil. A Colômbia, com 6 pontos, já se classificou como 1º. Catar, com 1 ponto e próximo adversário da Argentina, é o 3º da chave.

 

No primeiro tempo, a Argentina teve apenas uma finalização em 49 minutos jogados. A equipe de Lionel Scaloni, sem inspiração, mal levou perigo ao goleiro Gatito Fernández, e acabou sendo castigada com o gol de Richard Sánchez aos 36 minutos. O palmeirense Gustavo Gómez se destacou na marcação à Messi na etapa inicial. No entanto, no segundo tempo, o cenário mudou. A Argentina despertou e buscou o empate aos 11 minutos com Messi convertendo penalidade máxima. O Paraguai teve a grande chance de voltar à frente do placar aos 17 minutos com o santista Derlis González, porém, Armani brilhou e defendeu o pênalti, evitando a segunda derrota dos hermanos.

Esta é a quinta vez que a Copa América é realizada no Brasil e todas as vezes que sediou a competição, a Seleção Brasileira levantou a taça, nos anos de 1919, 1922, 1949 e 1989. Participam desta edição: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela, da América do Sul; e dois convidados da Ásia, Catar e Japão. Ao todo, são nove títulos mundiais, sendo cinco do Brasil, dois da Argentina e dois do Uruguai.

As 12 seleções foram divididas igualmente em três grupos por meio de sorteio. Os três campeões do mundo (Brasil, Argentina e Uruguai) são cabeças de chave. No Grupo A, temos Brasil, Bolívia, Venezuela e Peru, enquanto no Grupo B figuram Argentina, Colômbia, Paraguai e Catar, e no Grupo C Uruguai, Equador, Japão e Chile. Todos jogam contra todos dentro do próprio grupo.Cada equipe tem garantida a disputa de três jogos. Para as quartas de final, classificam-se as duas primeiras colocadas de cada grupo, num total de seis seleções, e também as duas melhores terceiro colocadas, totalizando oito equipes.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*