Ato de racismo com goleiro Deijair será denunciado ao Ministério Público

Goleiro foi vítima de racismo por torcedor da Aparecidense

Na noite do último sábado (18), durante a partida entre Aparecidense e Juazeirense, que terminou com triunfo da equipe goiana por 2 a 1, pela Série D do Campeonato Brasileiro, o goleiro Deijair foi vítima de racismo por parte de um torcedor do time mandante, no Estádio Aníbal Toledo. Segundo relatou o arqueiro, o torcedor o chamou de macaco. O jogador foi até o alambrado para confrontar o torcedor e acabou sendo expulso da partida pelo árbitro.

Recentemente, Grêmio e Juventude foram multados após atos de racismo de torcedores. Após o jogo, repórteres, torcedores, jogadores e diversos veículos de informação prestaram solidariedade ao goleiro Deijair. Após o jogo, a Juazeirense publicou uma nota no Instagram lamentando o ocorrido.

“Lamentável. O respeito precisa estar dentro e fora de campo. O goleiro Deijair tem todo nosso apoio e solidariedade. O jogador foi vítima de mais um ato de racismo no futebol durante partida contra Aparecidense na Série D do Brasileirão em Goiás. Se já não bastasse sofrer com um dos piores sentimentos existentes no ser humano, o goleiro chegou a ser expulso do confronto”.

Esposa do jogador, a advogada Luamar Sepúlveda afirmou que será feito um Boletim em Juazeiro e também uma denúncia ao Ministério Público. Ela também critica a atitude da Aparecidense de não publicar uma nota oficial repudiando o caso de racismo.

“Deijair não dormiu e está muito abalado. Vamos fazer o Boletim em Juazeiro e também faremos uma denúncia ao Ministério Público para se tratar do caso. A Aparecidense foi tão leviana que publicou que não compactua com esse tipo de atitude. O que é esse tipo de atitude? O descaso é tamanho que não fizeram nenhuma nota oficial. Vamos pensar no que fazer um pouco mais a frente. Mas no momento nosso interesse não é comercial”, disse em entrevista ao BN.

O árbitro Silvio André Loureiro de Lima relatou na súmula do jogo o motivo da expulsão: “Aos 42 minutos do segundo tempo, expulsei com cartão vermelho direto o referido atleta, por sair do banco de reservas de sua equipe e dirigindo-se ao alambrado, o mesmo chutou o alambrado e tentou agredir um torcedor caracterizado com as cores da equipe A.A. Aparecidense. O atleta expulso alegou ter sido xingado pelo torcedor envolvido de macado. Cumpro informar que o quarteto de arbitragem não presenciou tal fato e, até o fim deste relatório não foi apresentado a identificação do torcedor envolvido e nem o boletim de ocorrência do atleta da equipe Juazeirense”.

Deixe seu comentário

2 Comentário

  1. I wanted to construct a brief remark to say thanks to you for all the lovely facts you are giving at this site. My time consuming internet lookup has finally been paid with brilliant content to go over with my friends. I ‘d say that we website visitors are definitely blessed to exist in a useful place with very many awesome people with very helpful principles. I feel somewhat grateful to have discovered the webpage and look forward to some more entertaining minutes reading here. Thanks once again for a lot of things.

1 Trackback / Pingback

  1. Ato de racismo com goleiro Deijair será denunciado ao Ministério Público

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*