Pedido de impugnação é recusado e Paulo Carneiro segue como candidato no Vitória

Ex-mandatário segue amparado pela liminar da justiça

Foto: Tácio Moreira/Metropress

A tentativa do candidato Gilson Presídio, da chapa “Vitória-Campeão Nacional em 2020”, de impugnar a candidatura de Paulo Carneiro à presidência do Esporte Clube Vitória, foi em vão. Nesta terça-feira (16), a Comissão Eleitoral recusou o pedido de impugnação feita por Presídio na última sexta-feira. Ele alegou que o ex-mandatário não cumpre a exigência estatutária de ser sócio do clube há, no mínimo, 36 meses, e que a inscrição não poderia ser aceita pela Comissão Eleitoral, já que que o ex-presidente “aparece na lista de sócios aptos a votar com apenas 24 meses de Sócio-Bronze”.

Lembrando que Paulo Carneiro conseguiu uma liminar no Tribunal de Justiça da Bahia para retornar ao Conselho Deliberativo do Vitória, ficando livre para se candidatar ao pleito que ocorrerá no próximo dia 24 de abril. No entanto, ele ainda pode ter sua candidatura indeferida caso essa liminar seja cassada.

Veja abaixo:

 

A Comissão Eleitoral do Esporte Clube Vitória, legalmente constituída em cumprimento ao disposto no § 1º, do art. 56, do seu Estatuto Social, pelo Presidente do Conselho Deliberativo, que a preside, tendo em vista a realização das Eleições Gerais Trienais do Esporte Clube Vitória regulamentadas, excepcionalmente, pelo Art. 84, incluído no Estatuto Social na Assembleia Geral Extraordinária ocorrida no dia 31 de março de 2019, vem tornar pública a decisão acerca da impugnação proposta:

IMPUGNAÇÃO DA CANDIDATURA DE PAULO ROBERTO DE SOUSA CARNEIRO
IMPUGNANTE: GILSON DUARTE PRESÍDIO

CLIQUE E CONFIRA.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*