Ex-lateral do Bahia é alvo de injúria racial por torcedor do Criciúma

Em nota, a Chapecoense condenou a atitude do torcedor

O lateral-direito Eduardo, que passou pelo Bahia em 2016 e 2017 e atualmente defende a Chapecoense, foi alvo de injúria racial de um torcedor do Criciúma. Após o apito final da partida, enquanto se preparava para dar entrevista para a rádio Vang FM, o jogador foi chamado de macaco por um torcedor. Algumas pessoas que estavam no local reprovaram a atitude do homem. De cabeça quente, Eduardo retrucou e foi xingado por outras pessoas. Ele ainda falou que um policial militar viu a cena, mas não interviu.

Em nota divulgada na noite desta quinta-feira (11), a Chapecoense condenou o ato de contra o lateral-direito Eduardo. As duas equipes se enfrentaram na última quarta (10), no Heriberto Hülse, pelo jogo de volta da Copa do Brasil. A equipe de Chapecó venceu o Tigre por 2 a 0 e avançou para a quarta fase do torneio.

 

“Em sinal de respeito e apoio ao atleta e diante de um fato tão infeliz, a Associação Chapecoense de Futebol reitera o seu repúdio, de forma veemente, a qualquer manifestação de preconceito e considera incabível, retrógrado e infundado que, ainda hoje, o racismo seja uma realidade “comum” na nossa sociedade e no futebol – famoso por nos unir nas diferenças. O clube não ficará inerte diante deste ocorrido e lutará para que todas as medidas cabíveis sejam tomadas. Racismo não é normal e esta atitude não passará”, afirmou o clube no comunicado.

 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*