Deu a lógica: Paulo Carneiro é o novo presidente do Esporte Clube Vitória

PC volta a comandar o clube que presidiu de 1991 a 2005

Foto: Thiago Pereira

Sem surpresa e exatamente como previsto, o engenheiro Paulo de Sousa Carneiro foi eleito hoje à noite como o novo presidente do Esporte Clube Vitória com uma expressiva margem de votos. Ele já havia comandado o clube no período compreendido de 1991 a 2005 e concorreu nos dois últimos pleitos, em 2016 e 2017, perdendo para Ivã de Almeida e Ricardo David. A gestão de Paulo Carneiro vai até dezembro de 2022 e a posse acontece de imediato. Raimundo Viana foi o segundo colocado.

Concorreram ao cargo de presidente do conselho diretor Gilson Presídio, Isaura Conceição, Paulo Carneiro, Raimundo Viana e Walter Seijo. Vale lembrar que a desembargadora Márcia Borges Faria emitiu decisão em que aprovou, por ora, a candidatura de Paulo Carneiro. A eleição, no entanto, ficou sub judice: ou seja, a justiça pode decidir, depois, que o candidato era inelegível.

Paulo Carneiro celebra retorno ao Vitória. Veja a apuração final das urnas

 

Paulo Carneiro assumiu a presidência do Vitória pela primeira vez em 1988, pegando o clube na Segunda Divisão do Brasileiro. Um forte investimento em estrutura e nas categorias de base pavimentou a reação rubro-negra nos anos 90. Foram cinco títulos estaduais entre 1990 e 97 e o vice-campeonato nacional em 1993. Período em que o Vitória revelou jogadores como Dida, Vampeta, Alex Alves, Rodrigo e Paulo Isidoro. A partir dali, o Leão tornou-se referência na formação de atletas.

Após deixar a presidência do Vitória, Carneiro entrou na Justiça contra o ex-clube, cobrando R$ 2 milhões em remuneração pelo período em que foi presidente da S/A. A Justiça não acatou o pedido. No mesmo processo, Carneiro cobrou R$ 820 mil pela prestação de assessoria jurídica ao clube, feita pela empresa que ele mantinha junto com a esposa.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*