Ceará confirma rescisão e volante será repassado pelo Bahia ao Fortaleza

Juninho será emprestado pelo Esquadrão até dezembro

Foto: Israel Simonton/cearasc.com

Sem espaço no time de Enderson Moreira, o volante Juninho pediu desligamento do Ceará e rescindiu seu contrato na tarde desta segunda-feira (29). O clube confirmou a informação através de sua assessoria de imprensa, porém, a rescisão ainda não foi publicada no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. Assim que acontecer, o atleta volta a ter vínculo com o Esporte Clube Bahia, no entanto, será novamente emprestado, agora ao Fortaleza, rival do Ceará. O Tricolor do Pici tem interesse no jogador e deve acertar o empréstimo até dezembro de 2019.

Em entrevista, o presidente do Ceará, Robinson de Castro, confirmou a liberação do atleta que não seria prioridade do técnico Enderson Moreira. Ao todo, o atleta fez 53 partidas e marcou cinco gols. “Achei que não faz sentido ficar com o jogador que não vai ser prioridade do treinador e está muito incomodado com o ambiente externo. Resolvemos liberá-lo”, explicou Robinson.

“O Juninho solicitou um desligamento da nossa equipe, em função de coisas particulares. Ele talvez não sentisse tranquilidade para desenvolver o trabalho; cada um de nós sabe onde o calo aperta”, declarou Enderson, após a goleada sobre o CSA no último domingo (28).

 

Natural do Rio de Janeiro (RJ), Juninho foi revelado na base do Madureira, passou por América-RJ, Serrano-RJ, Duque de Caxias e só deixou o Estado em 2013 quando acertou com o América-MG. Depois retornou ao Duque de Caxias e foi vendido ao Tombense. Chegou ao Bahia após chamar atenção atuando pelo Macaé na Série B de 2015, ainda que o time carioca tenha sido rebaixado para Série B naquele ano.

Na sua primeira temporada pelo Esquadrão, Juninho se destacou e virou titular absoluto marcando 11 gols em 55 jogos na temporada 2016, tendo como principal arma o chute de longa distância e sendo peça importante na campanha do acesso do tricolor à elite do futebol nacional. Em 2017, atuou 51 vezes e anotou 5 tentos, porém, diferente de 2016, não foi titular e na maioria das vezes em que jogou saiu do banco de reservas, inclusive, chegando a reclamar da reserva. Em 2018, foi emprestado ao Ceará, e foi peça importante na campanha de permanência do clube na Série A. Foram 36 jogos e 3 gols. Esse ano, pelo Vozão, atuou 17 vezes e balançou as redes duas vezes.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*