Enderson recua time e Bahia sofre empate do Fortaleza no fim pelo Nordestão

Ramires e Gilberto marcaram os gols do tricolor baiano

Foto: Leonardo Moreira/FortalezaEC

Em duelo bastante esperado por envolver dois clubes de Série A e candidatos ao título da Copa do Nordeste, Fortaleza e Bahia fizeram um clássico nordestino bastante movimentado neste domingo, na Arena Castelão, com direito a quatro gols e um empate por 2 a 2 que saiu com gosto amargo para o time baiano que vencia até os 44 minutos do segundo tempo, porém, a frouxidão do treinador voltou a atrapalhar os planos do tricolor baiano que recuou totalmente e levou o empate no fim, diga-se, por muito pouco não sofreu a virada.

Com o resultado, o Bahia segue fora do G-4 na Copa do Nordeste, ocupando a quinta colocação com 6 pontos, 2 atrás do líder Ceará com 8. Já o Fortaleza assume a liderança do Grupo A com 5 pontos. O empate também mantém o TABU do time baiano nunca ter perdido para o time cearense em duelos pelo Nordestão.

Fortaleza e Bahia fizeram um primeiro tempo com boas chances de gol, porém, enquanto o Tricolor Baiano teve posse de bola e pouca criatividade e efetividade, o time cearense foi mais agudo e levou a melhor na etapa inicial aproveitando um erro defensivo da equipe baiana, tanto da zaga que cochilou e principalmente do goleiro. Aos 42 minutos, Júnior Santos, que já era bastante requisitado na partida, aproveitou uma falha gritante de Douglas que furou de forma bizarra e deixou o atacante livre para balançar as redes.

No segundo tempo, o cenário e a história do confronto mudou em apenas 17 minutos com dois gols do Bahia no intervalo de 3 minutos. O time baiano aproveitou a acomodação do Fortaleza e foi para cima, empatando aos 15 com o menino prodígio Ramires e virando aos 17 com o artilheiro Gilberto chegando a 9 gols em 9 jogos. No entanto, o técnico Enderson Moreira recuou o time do Bahia tirando um atacante e colocando um volante e o castigo veio à galope com o gol da equipe mandante aos 44 minutos do segundo tempo. Por sorte, o goleiro Douglas (vilão no primeiro tempo) salvou o time com boas defesas na etapa final.

Agora o Bahia segue sua sequência inédita de 7 jogos fora de casa e o próximo compromisso é na quarta-feira (27), às 21h30, diante do Jacuipense, pelo Campeonato Baiano, certamente utilizando um time alternativo. Depois terá mais dois duelos fora de casa: Altos, no Piauí, pela Copa do Nordeste, e Santa Cruz de Natal, pela Copa do Brasil. Só volta a jogar em Salvador no dia 10 de março no clássico BA-VI pelo Baianão, na Arena Fonte Nova.



FICHA TÉCNICA:

Fortaleza 2 x 2 Bahia (4ª rodada da Copa do Nordeste)
Estádio Governador Plácido Castelo (Arena Castelão), Fortaleza (CE)
Arbitragem: Marcelo Aparecido de Souza (árbitro principal); Tomaz Diniz de Araujo e Schumacher Marques Gomes (assistentes).

GOLS: Júnior Santos (42min, 1º tempo), Ramires (15 min, 2º tempo), Gilberto (17min, 2º) e Quintero (44min, 2º tempo).

FORTALEZA: Marcelo Boeck, Tinga, Quintero, Patrick (Derley) e Carlinhos; Paulo Roberto, Felipe e Gabriel Dias (Matheus Alessandro); Edinho, Éderson (Romarinho) e Júnior Santos. Técnico: Rogério Ceni.

BAHIA: Douglas; Nino Paraíba, Jackson, Lucas Fonseca e Moisés; Douglas Augusto e Gregore (Flávio); Shaylon (Élber), Ramires e Artur (Nílton); Gilberto. Técnico: Enderson Moreira.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*