Sem disputar um jogo oficial na Arábia, meia Régis retorna ao Bahia

os clubes já selaram o acordo para devolução

Foto: Felipe Oliveira / ECB

Emprestado pelo Bahia ao Al-Wehda, da Arábia Saudita, em setembro de 2018 com contrato até julho de 2019, o meia Régis não entrou em campo em nenhum jogo oficial por conta da dificuldade do clube árabe de registrar o jogador no TMS (Transfer Matching System) da Fifa. Com isso, o atleta está retornando ao Esquadrão. Segundo apuração do repórter Ulisses Gama, ao Bahia Notícias, os clubes já selaram o acordo para devolução.

Ainda segundo informações, o valor que seria pago pelo Al-Wehda (antigo clube de Fernandão) para ter Régis por empréstimo foi inserido na negociação pelo centroavante, xodó da torcida, anunciado e apresentado pelo Bahia na última quarta-feira (23). A contratação Fernandão custaria 1,6 milhões de dólares, mas no final das contas, ficou na casa do 1,2 milhão de dólares (R$ 4,5 milhões).

Com o retorno de Régis, a diretoria e comissão técnica do Bahia irão discutir a possibilidade de utilizar o jogador na temporada 2019, porém, um novo empréstimo não é descartado. Em 117 partidas pelo Esquadrão, o meia marcou 23 gols e participou da campanha de acesso à Série A, além dos títulos da Copa do Nordeste e Campeonato Baiano.



Régis chegou ao Bahia em 2016, emprestado pelo Sport-PE, após passagem apagada pelo Palmeiras. Na primeira temporada pelo tricolor, marcou 4 gols em 26 jogos. Em 2017, deslanchou e foi peça importante na conquista da Copa do Nordeste, marcando 13 gols em 49 jogos no ano. Acabou sendo envolvido na negociação pelo goleiro Jean e ficou em definitivo no Tricolor. Em 2018, manteve as boas atuações, atuando 43 vezes e marcando 6 gols, atraindo a atenção do Al-Wehda que pagou para ter o jogador por empréstimo.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*