Conheça a história do zagueiro que pode ser titular do Bahia contra o Paraná

Tiago e Everson ainda se recuperam de lesão

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Com tantos desfalques no setor defensivo para o duelo contra o Paraná, neste sábado, às 21h, em Pituaçu, o técnico Enderson Moreira pode optar por uma jovem zagueiro que pouco tempo atrás disputava o Brasileiro de Aspirantes. Trata-se de Ignácio, de 21 anos, que fez sua estreia pelo time principal tricolor entrando no lugar o meia Ramires após a expulsão de Jackson aos 10 minutos do segundo tempo no último sábado, no empate por 2 x 2 com o Grêmio, no Rio Grande do Sul.

Após a eliminação do time Sub-23 do Bahia no Brasileiro de Aspirantes Ignácio passou a integrar o elenco profissional, tendo como concorrentes Tiago, Lucas Fonseca, Jackson, Douglas Grolli, Everson e Jaques. No entanto, Tiago e Everson ainda se recuperam de lesão, e Jackson está suspenso. O mais provável é que Enderson monte a zaga com Lucas Fonseca e Douglas Grolli, porém, Ignácio agradou e pode ser uma novidade contra o Paraná, no que seria sua primeira chance como titular. Lembrando que o treinador recentemente surpreendeu ao escalar o jovem e antes desconhecido Ramires que acabou se firmando entre os 11.

Conheça a história meteórica do jogador:



Após a eliminação do Tricolor no Sub-23, a diretoria de futebol e a comissão técnica optaram por promover Ignácio ao grupo profissional. E, sete meses após deixar o Força e Luz, o zagueiro estreou na Série A do Campeonato Brasileiro. A primeira experiência na equipe principal do Bahia veio em momento de grande pressão. Ele entrou em campo com o time em inferioridade numérica, uma vez que Jackson havia sido expulso, e tinha como missão conter o ataque do atual campeão da Libertadores da América.

Ignácio conquistou, em 2018, uma ascensão meteórica. Em março deste ano, ele defendia o modesto Força e Luz, que ficou sem calendário na temporada após disputar o Campeonato Potiguar. Emprestado pelo Santa Cruz, de Sergipe, ele atuou nos 14 jogos realizados pelo clube no estadual e marcou um gol, no empate em 1 a 1 com o ABC, no Frasqueirão.

Como o Força e Luz não atuaria mais no ano, o zagueiro foi repassado por empréstimo para a Associação Sportiva Sociedade Unida (ASSU), também do Rio Grande do Norte, para a disputa da Série D. Ele jogou as seis partidas da fase de grupos, cinco na condição de titular e uma como reserva. Com quatro derrotas, um empate e um triunfo, o time potiguar ficou em último no Grupo 5 e não avançou na competição.

A campanha ruim na Série D não impediu que Ignácio recebesse um convite do Bahia para passar por um período de testes no Fazendão. O desempenho demonstrado em Salvador agradou, o defensor foi emprestado pelo Santa Cruz e se destacou no Campeonato Brasileiro de Aspirantes. Ele virou titular no meio da competição e ganhou destaque. Informações extraídas do site globoesporte.

Deixe seu comentário