Campeão brasileiro de 88 pelo Bahia acusa funcionários de Shopping de racismo

Zagueiro do time campeão brasileiro pelo Esporte Clube Bahia de 1988, o ex-jogador João Marcelo afirma ter sido vítima de discriminação racial por parte de dois funcionários do Shopping Barra, em Salvador. Em entrevista à Record TV, ele relata que no dia 12 de agosto estava com a esposa na casa de câmbio para converter 500 dólares e se sentiu ameaçado por um segurança e um colaborador do estabelecimento que, segundo ele “ficaram próximos em posição de ataque”. Ambos foram denunciados pelo ex-atleta.

“Eu estava com 500 dólares e pedi a minha esposa para trocar na casa de câmbio. Depois fomos ao cinema e, quando estávamos na fila para pagar o estacionamento, os dois ficaram muito próximos, em posição de ataque. Minha esposa é branca, e eles acharam que eu ia atacar ela. Eu dei queixa na delegacia da Barra para saber se foi racismo ou não. Como eles não responderam, eu tive certeza de que era racismo. É um estabelecimento que eu frequento diariamente e tenho a clara certeza de que foi discriminação racial”, afirma João Marcelo.

O ex-atleta retornou ao shopping no dia seguinte e viu as imagens das câmeras que mostraram a desconfiança dos funcionários, no entanto, ainda segundo João Marcelo, apesar do caso ter ocorrido em agosto, a denúncia foi feita agora porque o shopping ainda não encaminhou as imagens das câmeras para o delegado, mesmo após a solicitação por ofício. O shopping se pronunciou em nota enviada ao Jornal A TARDE. Veja abaixo.

“Os dois seguranças avistados por um cliente, no dia 12 de agosto de 2018, realizavam a coleta do malote com os valores em um guichê de pagamento de estacionamento. Seguindo as normas de segurança, os dois profissionais aguardaram a conclusão do atendimento do cliente para iniciar o procedimento padrão. Após procurar a administração do shopping para registrar a ocorrência, o cliente foi recebido pelo chefe de segurança, que esclareceu as normas vigentes. O Barra, reitera o compromisso em preservar a segurança e conforto de seus clientes e frequentadores”.

Deixe seu comentário