Para Enderson, time do Bahia merecia aplausos: “Se entregou de corpo e alma”

"O resultado não vem, mas a postura é boa", destacou o treinador

Após o empate amargo contra o Palmeiras, que mantém o Bahia na parte baixa da tabela de classificação, o técnico Enderson Moreira fez questão de exaltar seus comandados destacando a postura do time em campo. Após o apito final do jogo, o treinador gesticulou para as arquibancadas pedindo aplausos da torcida que na sua minoria vaiou a equipe. O comandante tricolor valorizou a entrega dos atletas, lamentou o empate e disse que o gol marcado pelo volante Felipe Melo foi um lance de sorte em uma jogada de bola parada que é sempre treinada pelo grupo.

“Gesticulei pedindo aplausos, o time se entregou de corpo e alma. O resultado não vem, mas a postura é boa. Não entrego só resultado. Gostaria de não ter empates na competição, ser só três pontos sempre. Mas isso é impossível. Posso sempre entregar uma equipe competitiva, que busca resultado a todo instante, com vocação para atacar, para enfrentar adversários de igual para igual. Isso o Bahia tem feito. Expectativa é sempre entregar conquistas e os três pontos. Sempre. Entendo a chateação, mas gostaria que eles reconhecessem o esforço que foi feito para enfrentar uma grande equipe. Não somos uma equipe que busca só o contra-ataques. O Palmeiras tem jogado fora de casa e vencido. Hoje eles estiveram muito perto de conhecer uma derrota. Temos que reconhecer a determinação, vontade dos atletas. Estamos trabalhando, tentando fazer o máximo, o melhor. Nosso torcedor é apaixonado, tenho orgulho de estar no Bahia. O que mais quero é entregar uma equipe que possa jogar bem e entregar os três pontos sempre. Não abro mão disso. A bola parada é sempre situação que a gente tenta levar vantagem e nãos sofrer os gols. A gente não é uma equipe que toma muitos gols de bola parada. Felipe Melo veio de longe, a gente disputou, a bola não foi direta para o gol, pegou no Grolli e foi no gol. A gente disputou, ele teve sorte no lance”, destacou.



Deixe seu comentário

2 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*