Presidente da Juazeirense critica árbitro e revela flagra com diretor da FPF

Após a partida entre Juazeirense e Santa Cruz que terminou empatada por 1 a 1 no domingo (05), no Estádio Adauto Moraes, em Juazeiro, pela 17ª rodada da Série C, deixando o Cancão em situação delicada na tabela de classificação não dependendo apenas de si para se livrar do rebaixamento, o presidente Roberto Carlos em entrevista ao Bahia Notícias fez um enorme desabafo e disparou críticas ao árbitro da partida.

O mandatário ainda revelou ter flagrado o diretor da Federação Pernambucana de Futebol (FPF-PE), Murilo Falcão, conversando com o árbitro Wagner Reway (Fifa-MT), no vestiário dos árbitros antes do início do jogo. O juiz relatou na súmula a visita de Murilo ao vestiário e um copo atirado no gramado pela torcida do Santa Cruz. No entanto, segundo Roberto Carlos, o relato feito pelo mesmo foi apenas devido ter dito que iria acionar à CBF.

Veja abaixo a entrevista e relato do juiz:



“Aconteceu uma coisa inusitada nos vestiários dos árbitros. Antes de começar o jogo, ele estava vestindo o seu material e de repente adentrou uma pessoa no vestiário. Eu fui perguntar quem era aquela pessoa, porque qual era a razão de uma pessoa civil indo ao vestiário do árbitro? Aí me informaram que era um tal de Murilo, membro da Federação Pernambucana de Futebol. Aí causou um mal-estar entre nossos diretores, comissão técnica, porque qual era a razão de um diretor da Federação Pernambucana estar de bate-papo com o juiz dentro dos vestiários? Tudo bem, normal… Mas o juiz se comportou de maneira parcial no jogo. A televisão mostrou isso. Toda vez que a Juazeirense tinha um contra-ataque, ele parava o jogo para atender alguém do Santa Cruz, inventar alguma falta. Teve um lance escandaloso, porque o Santa Cruz foi ao ataque quando chegou, nossos jogadores roubaram a bola e vieram rápido. Eles já estavam na entrada da área quando ele parou o lance e foi dar um cartão amarelo ao jogador do Santa Cruz que estava na nossa área! Além disso, toda hora parava o jogo, o torcedor do Santa Cruz jogou um copo com água dentro de campo e ele parou o jogo por dois minutos para poder tirar o copo. Nossos jogadores reclamavam, os reservas reclamaram e ele deu amarelo para Cascata. Enfim, o comportamento dele foi estranho dentro de campo. O Santa Cruz caiu várias vezes, os jogadores fazendo cera. Ele deu sete minutos, a placa levantou com cinco minutos, depois levantou mais dois e ele só deu, simplesmente no jogo jogado, quatro minutos a mais. Enfim, estamos fazendo um comunicado à CBF para que tenha conhecimento desse fato e possa corrigir o que tenha acontecido com esse juiz […] Nós descobrimos que ele estava de bate-papo com o diretor da Federação Pernambucana. Por isso que ele constou. Na hora eu dei entrevista dizendo que ia fazer tudo isso”, disse. “Eu mandei o secretário de esporte para saber que papo era aquele e tirar o cara lá de dentro. Eu já previa que poderia acontecer alguma coisa de errado. Meu secretário foi lá, mas depois de 20 minutos que eles já tinham batido papo, feito o que ele achava que deveria ser feito. Por isso que ele constou na súmula, porque sabia que eu ia fazer essa representação contra ele”, desabafou Roberto Carlos.

Veja o relato do árbitro na súmula:

“Informo que antes do inicio do jogo o sr. Murilo Falcão, diretor da Federação Pernambucana de Futebol, compareceu a entrada do vestiário dos árbitros. Diante da solicitação de não recebermos visita dentro das instalações do vestiário dos árbitros, com educação recebi os cumprimentos do mesmo na porta do vestiário. A entrada do vestiário dos árbitros é um local absolutamente visível a todos que se encontrem no estádio, assim como de fácil acesso. Enquanto o sr. Murilo se comunicava comigo, havia um sr. que estava próximo e se identificou como sendo Secretário Municipal de Esportes de Juazeiro [Sérgio Fernandes]. Com intuito de tornar claro e transparente este fato fiz questão de esclarecer ao mesmo que o sr. Murilo foi nos cumprimentar e desejar bom jogo”, escreveu o árbitro.

Deixe seu comentário