Gilberto marca, mas Bahia vacila, cede empate à Chapecoense e segue no Z-4

O Esporte Clube Bahia esteve perto de conquistar o seu primeiro triunfo fora de casa no Campeonato Brasileiro e também sair da zona de rebaixamento, no entanto, após estar vencendo a Chapecoense com gol do centroavante e estreante Gilberto, vacilou e permitiu o empate com o meia Osman, finalizando a partida em 1 a 1, resultado que não pode ser tratado como horrível, mas também não agrada, ainda mais pela boa atuação do time diante de um concorrente direto contra o descenso, na Arena Condá.

Com esse gol de Gilberto, o Bahia quebra a sequência de quatro jogos sem balançar as redes  – Ceará, Sampaio Corrêa (2x) e Vasco – e também no Campeonato Brasileiro, onde ainda não havia marcado nas cinco primeiras rodadas (Inter, Sport, Palmeiras, Flamengo, Paraná), porém, segue sem vencer como visitante e atolado na zona vermelha, agora com 13 pontos e na mesma posição (17º).

Agora o Esquadrão se prepara para duelo de domingo contra o Vitória, às 16h, com torcida única na Arena Fonte Nova, primeiro clássico BA-VI do Brasileirão 2018.



Em primeiro tempo de poucas emoções, o Bahia foi melhor, teve mais posse de bola e chegou mais perto de abrir o placar. Além disso, não sofreu sustos na defesa e não dando espaço para a Chapecoense jogar, marcando bem a saída de bola e dificultando a criação de jogadas dos mandantes. Aos 35 minutos, o Esquadrão reclamou de um pênalti não marcado pelo árbitro. Gilberto invadiu a área e foi claramente tocado pelo goleiro Jandrei, porém, a tentativa de “enfeitar” a jogada talvez tenha influenciado na decisão do juiz.

No segundo tempo, o Bahia seguiu bem postado em campo, mas sem conseguir criar e agredir o adversário. Aos 18 minutos, Bruno (com uma estreia bem discreta) deu lugar a Flávio, substituição necessária já que o recém-chegado não jogava desde março e só foi titular pela lesão de Nino Paraíba. Aos 33 minutos, Gilberto marcou na estreia de cabeça, e logo em seguida, após a comemoração, foi tirado de campo pelo técnico Enderson Moreira. O castigo veio à galope com Osman empatando aos 39 minutos.

Assista aos gols e melhores momentos de Chapecoense 1 x 1 Bahia

Deixe seu comentário