Paolo Guerrero tenta, MAS FIFA não libera o jogador para a Copa

O atacante Paolo Guerrero tem feito o possível para participar da Copa do Mundo da Rússia após suspensão por doping por um período de 14 meses. Tentando reverter a posição, o jogador se reuniu nesta terça-feira com presidente da Fifa, Gianni Infantino, no entanto, ela foi encerrada em clima de indefinição, conforme fontes relataram à Agência Efe.

No entanto, logo após, a assessoria do presidente da FIFA, divulgou nota onde fica quase expresso que o pedido no jogador não será atendido e a punição mantida e assim, está fora da Copa do Mundo. ( veja abaixo)

O encontro, que também teve a participação do presidente da Federação Peruana de Futebol (FPF), Edwin Oviedo, teve duração de uma hora e 45 minutos, aproximadamente.

A reunião foi solicitada para que Guerrero pedisse o apoio da Fifa na tentativa de eliminar a suspensão de 14 meses por doping, tendo autorização para disputar a Copa do Mundo.

O atacante chegou e saiu da sede da Fifa, em Zurique, na Suíça, de carro, não conversando com jornalistas e torcedores, que se amontoaram no local.

Confira o comunicado divulgado pela assessoria de Gianni Infantino:



“A pedido da Federação Peruana de Futebol (FP), o presidente da Fifa, Gianna Infantino, reuniu-se hoje na sede da Fifa, em Zurique, com o presidente da FPF Edwin Oviedo e com o jogador Paolo Guerrero, da seleção peruana.
Durante a reunião, Oviedo e Guerrero expressaram sua posição sobre a punição imposta contra o jogador por ter violado no regulamento antidoping.

Gianni Infantino expressou sua profunda compreensão com a decepção de Guerrero por não poder fazer parte da seleção peruana que disputará a Copa do Mundo 2018. Porém, o presidente da Fifa também deixou claro que a punição foi dada pelo Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), após uma apelação contra a decisão de um órgão judicial independente da Fifa”.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*