Diretor demitido pelo Flamengo é especulado como novo CEO do Vitória

Apesar do próprio profissional garantir que não existe acerto, tampouco negociação em andamento com algum clube, a imprensa baiana dá como certa a chegada do diretor executivo de futebol Rodrigo Caetano ao Esporte Clube Vitória para assumir o cargo de CEO (Chefe Executivo de Ofício), com Erasmo Damiani permanecendo na sua função de diretor de futebol.

Rodrigo Caetano foi demitido recentemente do Flamengo e fez uma visita ao Centro de Treinamento do Leão na última terça-feira, o que aumentou os boatos. O dirigente, porém, em entrevista ao Globoesporte negou as informações e explicou as razões para ter marcado presença na Toca do Leão após convite do presidente Ricardo David.

– Na verdade estive ontem em Salvador, voltei hoje para o Rio de Janeiro, cheguei pela manhã. Tive um convite do presidente Rircado David para fazer uma visita ao centro de treinamento. Muito mais na intenção de troca de experiência, não chamaria de consultoria, não foi uma consultoria. Foi uma visita para uma visão mais ampla do Vitória. Durante um tempo, o presidente veio aqui no Rio de Janeiro e estabeleceu contatos para avaliar o modelo de gestão do Flamengo, a profissionalização. Como saí do Flamengo há três semanas, coincidiu e aceitei o convite para a visita – disse Rodrigo Caetano.




Ele deixou o Flamengo em março após a eliminação na semifinal do Campeonato Carioca para o Botafogo, que culminou também com a queda do técnico Paulo César Carpegiani. Desde então, o dirigente passou a ter o nome envolvido em inúmeras especulações. No entanto, ele garante que não está acertado com nenhum clube e que pretende avaliar propostas com cuidado para definir qual será o próximo passo na carreira.

– Óbvio que tive consultas. Tudo muito recente. Ainda tem aquela questão de se desvincular até emocionalmente do Flamengo. Afinal, foi um trabalho com duração de quase três anos e meio. Tanto no Grêmio, Vasco e Flamengo foram trabalhos longos. Por conta disso procuro ter um cuidado grande para assumir um novo projeto, para que esse histórico permaneça. Ainda não decidi nada. Estou dando uma respirada junto com a família. São 15 anos de trabalho e não consegui ter essa oportunidade antes – comentou.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*