Caíque caminha para se tornar a terceira opção para o gol do Vitória

O goleiro Caíque, tratado como uma promessa e com convocações para a Seleção de base, teve tudo para se firmar com a camisa 1 do Esporte Clube Vitória. Oportunidades e apoio (do treinador) não faltaram, inclusive, o jovem de 20 anos chegou a barrar o antigo titular Fernando Miguel, que depois viria a deixar o clube para acertar com o Vasco, sem nenhum critério, ocasionando uma saída sem justificativa para um time que tinha um arqueiro ainda sem passar confiança.

Depois de falhar contra o Internacional, pela Copa do Brasil, Caíque até se redimiu e de vilão virou herói pegando pênalti e classificando o Leão para as oitavas de final da competição diante do próprio Inter, porém, essa condição de herói foi apenas um lampejo e ele seguiu sob desconfiança e contestações por parte da torcida. O cúmulo veio na última semana, com duas falhas anormais complicando a vida do Leão na Copa do Nordeste, onde precisará golear para não ser eliminado.



Após atuações inseguras e as falhas constantes, como esperado Caíque perdeu a vaga para o recém-chegado Elias (22 anos) que estreou e bem diante do Ceará. Porém, o técnico Vagner Mancini indicou que haverá um revezamento nos próximos jogos e na quinta-feira, no jogo de volta contra o Sampaio Corrêa, o jovem Ronaldo, de 21 anos, será titular. Se ele agarrar essa chance com unhas e dentes e tiver uma atuação segura, além de abrir uma disputa com Elias pela titularidade, fará de Caíque a terceira opção para o gol rubro-negro.

“O Caíque a gente sentou, bateu um papo e a gente pontou o positivo e o negativo. O Elias chegou, já está aqui há mais de uma semana, já estava integrado, faltava somente ele ser regularizado. Achei que entrou bem, que estava leve. Na quinta-feira, a gente tem um outro jogo, e aí é possível que a gente faça a entrada do Ronaldo. O momento é desses atletas. Caíque já teve o momento dele e lá na frente volta a ter, que é normal do futebol”, disse o treinador Vagner Mancini.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*