Bahia não perde como mandante na Sul-Americana desde 2012

Sem vencer há quatro jogos no Campeonato Brasileiro e atolado na zona de rebaixamento, o Esporte Clube Bahia precisará mudar seu foco 100% para o duelo desta quarta-feira, de extrema importância para a permanência do Esquadrão na Copa Sul-Americana, onde enfrenta o Blooming-BOL, às 21h45, na Arena Fonte Nova.

O Tricolor Baiano precisa vencer por dois gols de diferença para reverter a derrota de 1 a 0 na Bolívia. Se devolver o mesmo placar, decide os pênaltis. Se tomar um gol, a situação se complica, afinal, diferente da atual Copa do Brasil, na Sul-Americana o gol qualificado ainda exite, ou seja, triunfos por 2×1, 3×2, 4×3, etc, classifica os bolivianos.

O retrospecto como mandante disputando a competição sul-americana é favorável ao Bahia, que não sabe o que é perder desde 2012. Naquele ano, a equipe que tinha nomes como Maxi Biancucchi e Rhayner foi derrotada pelo São Paulo, no estádio de Pituaçu, por 2 a 0. De lá até cá, não perdeu mais. Foram mais cinco jogos, com três triunfos e dois empates, mas esse último não serve.

Veja abaixo o retrospecto como mandante na Sul-Americana:



Bahia 0 x 2 São Paulo – 21/08/2012 – Pituaçu
Bahia 0 x 0 Portuguesa – 28/08/2013 – Arena Fonte Nova
Bahia 1 x 0 Atlético Nacional (COL) – 24/10/2013 – Arena Fonte Nova
Bahia 1 x 1 Internacional – 04/09/2014 – Arena Fonte Nova
Bahia 2 x 0 César Vallejo (PER) – 01/10/2014 – Arena Fonte Nova
Bahia 1 x 0 Sport – 19/08/2015 – Arena Fonte Nova

VEJA TAMBÉM: Vasco cheio de problemas para enfrentar o Bahia pela Série A

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*