Tribunal libera o Estádio do Joia da Princesa

O Estádio Joia da Princesa está liberado para a sequência de jogos do Campeonato Baiano 2018. A praça esportiva havia sido interditada por conta de incidentes ocorrido no jogo contra o Santa Cruz no último dia 31 de janeiro, por determinação do Superior Tribunal de Justiça Desportiva da CBF. Depois da firmação de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), o tribunal determinou a liberação do estádio para a prática de atividades esportivas.

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol (STJD) determinou a interdição do estádio Alberto Oliveira, conhecido como Joia da Princesa, em Feira de Santana. De acordo com a decisão, foram cometidas infrações durante a partida entre Fluminense de Feira x Santa Cruz, realizada no dia 31 de janeiro, válida pela Copa do Brasil e vencida pela equipe baiana.

Na súmula do jogo, o árbitro Jean Pierre Goncalves Lima relata que aos quatro minutos do primeiro tempo foi arremessado um objeto explosivo próximo a torcida do Santa Cruz, vindo de fora do estádio. Gonçalves acrescenta que o policiamento tomou as devidas providências e isso não interferiu no andamento do jogo.

Na decisão do STJD, os auditores decidiram pela interdição do estádio por infração ao Artigo 211 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). O artigo prevê punição para quem “deixar de manter o local que tenha indicado para realização do evento com infraestrutura necessária a assegurar plena garantia e segurança para sua realização”. O documento completa que a decisão será mantida até “que se resolvam as pendências constantes no Relatório da Polícia Militar da Bahia, comunique-se ao Clube Fluminense de Feira, Federação Baiana de Futebol e a Prefeitura de Feira de Santana por ser a proprietária do Estádio”.

Neste mesmo jogo, o Fluminense ainda foi multado em R$ 4 mil, mais a perda de um mando de campo por infração ao Artigo 213 inciso I do CBJD, que fala em “deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir desordens em sua praça de desporto”. Além disso, o clube foi multado em mais R$500, por infração ao inciso II do CBJD, que prevê punição por “invasão do campo ou local da disputa do evento desportivo”.

Houve uma reunião entre representantes dos clubes, Prefeitura e Policia Militar, que resultou na formulação de um termo contendo os ajustes que estão sendo feito para a sequência da temporada esportiva no estádio.

Hoje a documentação da Prefeitura e da Policia Militar foi remetida para o Rio de Janeiro para ser apreciada pelo STJD e no começo da noite o Fluminense recebeu por parte da Federação Bahiana de Futebol (FBF) um documento assinado pelo presidente do STJD, Ronaldo Botelho liberando o estádio para a realização de partidas.

Deixe seu comentário

4 Trackbacks / Pingbacks

  1. uhaul coupons
  2. Hostinga cena
  3. Watch Schitts Creek Season 5 Free Online
  4. 카지노사이트

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*