Ricardo David pede à FBF árbitros de fora nas finais e Bellintani cita 2016

Em 2016, Bahia perdeu o título com erros de Vuaden e Daronco

Pela nona vez nos últimos 11 anos, a final do Campeonato Baiano terá o clássico BA-VI. Bahia e Vitória despacharam Juazeirense e Bahia de Feira e vão disputar o título nos dias 1º e 8 de abril, sendo o primeiro jogo na Arena Fonte Nova e o segundo no Barradão, com o Leão tendo a vantagem de jogar por dois resultados iguais.

Em reunião na Federação Bahiana de Futebol, o presidente do Vitória, Ricardo David, solicitou que os árbitros das partidas fossem de fora do Estado. Em entrevista a Rádio Itapoan FM, o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani concordou e afirmou que árbitro de fora seria o mais adequado, no entanto, relembrou as finais de 2016 quando o Bahia perdeu o título com erros cruciais dos gaúchos Vuaden e Daronco nos dois jogos decisivos.

“Tenho certeza que a vinda de árbitro de fora num momento como esse é o mais adequado. Mas infelizmente, pelos momentos que vimos em 2016, não é garanta de nada. A garantia é que cada um que faz parte desse processo veja a responsabilidade que tem diante de uma final como essa, porque o que a gente viu em 2016 com árbitro de fora já foi lamentável”, disse Guilherme Bellintani.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*