Procurador afirma que vai pedir aceitação da perícia técnica feita pelo Bahia

O procurador também revelou otimismo para reverter as penas

Nesta sexta-feira (9) acontece o julgamento em segunda instância pelas confusões do BA-VI. O resultado obtido após a primeira sessão do Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol da Bahia (TJD-BA) não agradou a ninguém. O Procurador-Geral Ruy João Ribeiro, o Bahia e até mesmo o Vitória – que foi punido apenas com o pagamento de uma multa de R$ 100 mil – saíram insatisfeitos.

Agora, o Pleno do TJD-BA – que é composto por nove auditores – irá rever as decisões do primeiro julgamento. Segundo Ruy João, o Vitória agiu de forma que a pena de exclusão do Campeonato Baiano deveria ter sido aplicada, algo previsto no Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

Na chegada ao Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol da Bahia, nesta sexta-feira (9), o Procurador Geral do órgão, Ruy João comentou sobre o segundo julgamento do caso BAVI. O profissional confirmou que solicitará ao Tribunal Pleno a aceitação da perícia técnica feita pelo Bahia com leitores labiais contratados como prova contra o Vitória e diz estar otimista.

“Sem dúvidas. Será um dos argumentos da procuradoria. A expectativa é a melhor possível. Não tem novidades. As provas já foram colhidas. Haverá é uma nova avaliação. Nove auditores que vão reavaliar a decisão”.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*