Bahia, Vitória e mais 9 clubes exibem marca da Caixa ‘de graça’ na camisa

De 12 clubes, apenas o Vasco não exibe mais a marca na camisa

Com contratos de publicidade encerrados desde dezembro de 2017, 11 clubes da Série A do Campeonato Brasileiro continuam a estampar a marca da Caixa Econômica Federal em seus uniformes e ações de marketing à espera de uma possível renovação. Entre eles, estão Bahia e Vitória, que estão em negociação para prorrogar o contrato, no entanto, enquanto isso não acontece, a exposição segue de forma gratuita.

Dos 12 clubes da Série A patrocinados pela Caixa, apenas um não utiliza mais a marca na camisa, o Vasco da Gama.  Permanecem com a marca estampada, além de Bahia e Vitória, os clubes: América-MG, Atlético-MG, Atlético-PR, Botafogo, Ceará, Cruzeiro, Flamengo, Santos e Sport.

Apesar de não haver menção nos contratos à possibilidade de continuarem expondo a logo do banco, há permissão. “Os clubes, quando assinam o contrato, também podem assinar um termo a parte para licença de uso da marca, que permite o uso da marca Caixa (sem ônus para o clube) até que sejam definidos os patrocinadores do período seguinte”, informa a instituição, que negocia novos contratos. Até agora, nenhum foi oficialmente anunciado.

Os clubes evitam comentar a exposição gratuita da logo e o andamento das negociações com a Caixa. É o caso de clubes como Atlético-MG, Bahia e Flamengo, que emitiram ao Estado notas semelhantes. Santos e América-MG confirmam que não há aditivo ao contato original.

A Caixa injetou mais de R$ 145 milhões em clubes de futebol em 2017, com patrocínio e bônus por títulos conquistados. Foram 26 clubes patrocinados no ano. Os maiores contratos foram com Flamengo, que recebeu R$ 25 milhões em seu quinto acordo firmado com a instituição, e Corinthians, que encerrou em abril seu quarto contrato de R$ 30 milhões.

Desde 2012, quando a empresa começou a patrocinar clubes de futebol, o valor investido já soma mais de R$ 535 milhões. Em 2017, os menores contratos foram de R$ 1,5 milhão, com times como CRB, Criciúma e Londrina. Os menores contratos com equipes da Série A foram de R$ 4 milhões, com Atlético-GO, Ponte Preta e Avaí. As informações são do site Futebol Interior.

Deixe seu comentário

2 Comentário

4 Trackbacks / Pingbacks

  1. scary maze game 5
  2. concrete polishing
  3. ที่ดิน นครราชสีมา
  4. pita pit coupons april 2018

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*