“Bahia não vai trabalhar pela exclusão do Vitória”, diz o advogado do clube

Foto: Vagner Souza / Informações: Rafael Machado

Um dos advogados do Bahia no julgamento do caso BA-VI que acontece nesta sexta-feira no Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva da Bahia, Cristiano Possídio pediu a aceitação do clube como terceiro interessado no processo contra o Vitória. Ele alega que o Tricolor foi prejudicado no clássico. Além disso, afirma que o Bahia não vai trabalhar pela exclusão do Vitória e que isso é papel do Tribunal. Porém, pede para que sua perícia seja analisada e cita fatos que comprovam a culpa do clube rubro-negro.

“A sanção do Artigo 205 é clara. Além da multa, ratifica o que está no Regulamento Geral de Competições. A transferência de pontos para o Bahia. Trata de prejuízo a terceiros. Se um terceiro não pode participar deste processo, pode participar de qual? A participação do Bahia é legítima e necessária. Houve prejuízo da defesa do Bahia, que contratou uma perícia. Está nos autos porque a procuradoria pediu a ajuntada.

[…]

O Bahia suscita a nulidade do processo para o julgamento do mérito dessas questões. Não apenas dos atletas, mas do término da partida. O Bahia não vai trabalhar pela exclusão do Vitória. Isso é papel da Procuradoria e da consciência de vossas excelências. Antes do juiz levantar o cartão, Neilton já fazia sinais de que o jogo tinha acabado”, disse.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*