Tribunal decide sorte do Vitória no Campeonato baiano nesta terça-feira

O Esporte Clube Vitória lidera o Campeonato Baiano. Em campo é o que clube que vem apresentando o melhor futebol e dá indícios que caminha como segurança para conquistar o titulo de tricampeão baiano. Porém, o clube travará hoje à noite uma batalha importante no Tribunal de Justiça Desportiva da Bahia (TJD-BA) que julgará os incidentes ocorridos no BA-VI realizado no ultimo dia 18 no Estádio do Barradão, interrompido um pouco além do inicio do 2ª tempo pelo abandono do Esporte Clube Vitória utilizando-se do artifício da provocação de expulsões, até ultrapassar o número mínimo de atletas permitido para a continuidade da partida.

Algo bem roceiro e típico do futebol amador e feito à luz do dia, apesar da cara de pau do técnico Vagner Mancini.

Doze jogadores do Bahia e Vitória serão julgados. Sentam no banco dos réus também o treinador Vagner Mancini e supervisor Mário Silva. Foram denunciados por agressões, gestos obscenos, ato hostil desleal, falta e ética disciplinar e etc e tal.

Todos seguramente serão punidos. Não vejo espaço para livrar cara de nenhum deles. O máximo da pena pode ser até 12 jogos que valem apenas no Campeonato Baiano, porém, os atletas e profissionais condenados poderão recorrer à segunda instância do TJD-BA, quando serão julgados pelo Pleno do tribunal. Depois, podem recorrer ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), fora isto, ainda existe o famoso efeito suspensivo que neste caso é automático. Moral, ninguém sairá do Tribunal impossibilitado de atuar já no próximo Domingo.

Enfim, penalidades de jogadores, treinador e, sobretudo de um supervisor, pouco ou nada vai mudar o favoritismo da dupla Bahia e Vitória para a conquista do titulo baiano se mantém intacto.

A questão em si está no acatamento ou nâo da denúncia do procurador Hermes Hilarião que pede a exclusão e rebaixamento do Leão do Campeonato Baiano, além de uma multa que pode chegar à casa dos R$ 100. O procurador acredita que a desistência foi proposital e como conseqüência, prejudicou outros times que disputam o Campeonato Baiano e neste sentido encaminhou a denúncia.

Assim como os jogadores na hipótese bem IMPROVÁVEL de condenação, o Vitória poderá recorrer à segunda instância do TJD-BA, se perder de novo, ainda terá a chance agora Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Ou seja, o julgamento desta noite pode ser apenas o primeiro capítulo do bafafá extra-campo de um BA-VI simplesmente vergonhoso.

Honestamente acredito que o placar será de 2 x 2, o que significa absolvição completa do Esporte Clube Vitória, não por falta de culpa, e sim por falta de culhão do tribunal além do desejo da defesa de outros interesses.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*