Jequié visa chegar “na ponta dos cascos” para a disputa do Baianão

Preparador físico avalia os treinos da pré-temporada da ADJ: "Excelente"

Com um tempo total de treinos de 41 dias, a pré-temporada da Associação Desportiva Jequié (ADJ) conta com algumas novidades na preparação física, visando chegar “na ponta dos cascos” para a disputa do Campeonato Baiano 2018, que começa no dia 21 de janeiro. Atividades diferenciadas na área da Educação Física fazem parte do aparato que os jogadores estão tendo à sua disposição, sob o comando do preparador físico Caio Cézar.

“A cada dia que passa, o grau de exigência dos esportes de alto rendimento aumenta a busca por índices e resultados expressivos. É uma constante no desporto, pois muitas são as cobranças externas. Treinadores tentam extrair o máximo de seus atletas. A parte física em muitas situações acaba substituindo a técnica. Novas técnicas de treinamentos surgem a cada dia, especificando e individualizando ainda mais os métodos”, pontua.

O elenco da ADJ passou pelo Soccer Test que avalia a resistência aeróbia, indicando o vo2 max que é o volume de oxigênio máximo consumido por minuto de cada atleta; Rast test que avalia a resistência anaeróbica e índice de fadiga e também pela Antropometria que é percentual de gordura e ganho de massa muscular. Outro trabalho do preparador físico, Caio Cézar e do auxiliar de Preparador Físico, Eduardo Costa, é a utilização de treinamento de força para ganho de massa muscular e fortalecimento.

“No início da nossa pré-temporada os atletas passaram pela etapa de adaptação física com avaliações médicas e testes físicos. Logo em seguida, iniciamos o trabalho individualizando cada atleta, dando total atenção para um método chamado de treinamento de força. Também estão participando de um método integrado onde a parte física está sendo incluída junto com a bola. Nas etapas gerais e especificas, os atletas se adaptaram aos treinos onde os trabalhos técnicos e táticos foram incluídos, tendo também como destaque a evolução da parte física. Na etapa pré-competitiva, período em que estamos, realizamos um jogo-treino e um amistoso, onde os atletas chegaram a nível de competir e já com algum ganho de parte física, técnica e tática”, explicou Caio Cézar.

É fundamental que a equipe esteja em uma situação homogênea no quesito físico e para isso é preciso direcionar os treinamentos, pois só assim consegue-se obter um grau de otimização maior.

“Nós da comissão técnica entendemos que os trabalhos físicos devem ser acompanhados com os trabalhos técnico e tático, então estamos introduzindo aos atletas um método integrado em que todos os componentes participam desde o primeiro dia com bola. Utilizamos também dias para a melhora da postura aos exercícios, coordenação e outros tipos de qualidades físicas. Estamos nos programando para chegarmos na estreia bem próximo ao que queremos e ao longo da competição chegar ao ápice da forma física”, ressaltou o preparador físico.

A busca pela excelência física e de uma evolução de forma gradativa são algumas das metas de Caio Cézar, que destaca que o tempo disponível para que os jogadores possam se condicionar fisicamente é “excelente”.

“A parte física tem que iniciar numa forma crescente dentro da competição e os atletas se apresentaram num condicionamento bom, por isso estamos trabalhando para chegar ao condicionamento excelente e eles estão dando um ótimo retorno. Estamos bastante confiantes que vamos fazer uma boa competição, sempre respeitando o adversário. A nível de Brasil é excelente o tempo que o clube deu para a comissão técnica fazer a pré-temporada”, finaliza o preparador físico da ADJ.


Mais problemas! Lateral pode entrar para lista de desfalques do Vitória

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*