Deu para trás: Kieza rejeita o Botafogo e decide permanecer no Vitória

O técnico Vagner Mancini revelou em entrevista os motivos da desistência

A transferência do atacante Kieza para o Botafogo era vista e dada como próxima ou praticamente certa, no entanto, deu para trás, melou, entrou água e não deve mais acontecer. Resumindo: O jogador permanece no Leão em 2018. Quem confirmou a informação foi o técnico Vagner Mancini em entrevista coletiva nesta quinta-feira. Segundo o treinador, Kieza recusou a proposta do Botafogo e decidiu ficar no clube baiano, com quem tem contrato até o final de 2018.

A gente tem os atacantes que tínhamos em 2017. Kieza esteve pra sair, mas acabou ficando por vontade do jogador e também porque a gente não pode se desfazer de um jogador como ele facilmente. A não ser que a gente tivesse uma peça de reposição. São atletas que têm um peso aqui dentro. Tivemos o cuidado de sentar com Kieza, conversar, entender toda a situação. O atleta, de maneira alguma, foi disponibilizado no mercado. Havia o interesse do Botafogo, do Vasco”, disse Mancini.

Além do Botafogo, como foi comentado por Mancini, o Vasco também se interessou pelo jogador, porém, as negociações não avançaram. A intenção era realizar uma troca pelo meia Escudero, que não deu certo. Já com o Botafogo, a situação se aproximou mais do acerto, ainda que o salário tivesse sido um dos empecilhos. Kieza recebe no Leão algo em torno de R$ 240 mil por mês.

Ainda segundo Mancini, Kieza falou que o desejo era de permanecer a apagar o ano de 2017. O centroavante está no Vitória desde março de 2016, quando Anderson Barros (na época, diretor do Vitória), o tirou do São Paulo após passagem rápida e apagada. A contratação custou aos baianos R$ 3,6 milhões além de mais dois atletas da base rubro-negra que foram cedidos ao Tricolor Paulista.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*