Eleição do Conselho Deliberativo do Fluminense de Feira

O Fluminense de Feira vai eleger na noite de hoje o seu novo Conselho Deliberativo para o biênio 2018/2019, em assembleia que vai acontecer na sede da Associação Comercial e Empresarial de Feira de Santana, a partir das 19 horas. Além do novo quadro de conselheiros serão eleitos os representantes que comporão a sua mesa diretiva e outros órgãos ligados ao setor deliberativo do Touro do Sertão. Apenas uma chapa vai disputar o pleito tendo José Francisco Pinto, o Zé Chico como candidato a presidente e Jayro Miranda a vice-presidente.

Incialmente o processo aconteceria no final do mês passado, porém, por conta de pendências internas, foi remarcado para hoje, com primeira convocação às 19 horas e segunda e última convocação às 19h30min. Conselheiros e associados, que estão em dias com as suas obrigações com o clube terão o direito de eleger uma chapa, que de acordo com o estatuto do clube será composta por 300 conselheiros, incluindo os natos, ou seja, aqueles que já foram presidentes ou vice-presidentes executivos ou do próprio Conselho Deliberativo.

Foram especulados, incialmente, os nomes dos empresários Humberto Cedraz e Jayro Miranda, este último atual vice-presidente do Conselho. Outro nome ventilado foi o do atual diretor de futebol José Francisco Pinto, o Zé Chico, que já presidiu o quadro deliberativo entre os anos de 2009 e 2013.

De primeira, Zé Chico se manifestou considerando a possibilidade de retornar à presidência do Conselho. A situação foi concretizada com a inscrição da chapa encabeçada por ele e Jayro Miranda como vice-presidente. “Temos que estar sempre buscando o crescimento do clube e nesse sentido estou colocando meu nome à disposição para ser apreciado pelos conselheiros”, disse.

O dirigente defende mudanças no regimento para que o clube se adeque ao PROFUT e para que os associados possam votar diretamente para escolher os dirigentes. “A eleição direta é um processo que já acontece em vários clubes e temos que democratizar essa situação porque ai o próprio torcedor que é associado terá uma participação direta na vida do clube escolhendo aqueles que estarão na linha de frente comandando seus destinos”, opinou Zé Chico.

Cristiano Alves – Fluminense de Feira