Técnico do Grêmio não gosta da atuação contra o Vitória

"O primeiro tempo foi parelho", disse

O técnico Renato Gaúcho do Grêmio não gostou nem um pouco do empate em 1 x 1 hoje à tarde contra o Vitória em Caxias do Sul. O técnico colocou o que tem de melhor em campo, mas não foi capaz de superar a determinação do Vitória que jogou a maior parte do 2ª tempo com um jogador a menos, com a expulsão, diga-se, injusta de Felipe Souto. Após o jogo na tradicional entrevista o técnico afirmou que desempenho não foi bom e o jogo poderia ser definido pelo atacante Lucas Barrios.

“O primeiro tempo foi parelho, uma ou outra situação para cada lado, um gol para cada equipe. No segundo tempo mesmo com um a mais não soubemos aproveitar. Criamos quase que nada, a não ser a situação com o Barrios. O Vitória se defendeu, fechou e muitas vezes falta o jogador que pega a bola, vai para o drible e tenta abrir a defesa. Mesmo com um a mais, o resultado foi justo”, disse Renato.

“Essa semana eu falei duas ou três vezes para eles: entrem com pensamento no adversário de agora. Não adianta entrar e pensar no dia 22”, comentou o treinador do Grêmio. “Nós temos dois problemas… É difícil, claro, o jogador pensa no jogo do dia 22. Mas aí vem a pergunta: não põe para jogar e perde ritmo de jogo. Poe para jogar, tem ritmo, mas a cabeça está no dia 22. Aí tem que botar para jogar… Eu tenho alertado eles. Mas não são todos. É um ou outro que está pensando lá na frente. Eu já fui jogador, é difícil não pensar em uma grande final, mas faço a minha parte. Eu falo com eles, peço”, falou na sequência.

Veja a entrevista

Deixe seu comentário