Até Lionel Messi se beneficiou com a corrupção, diz delator

O delator alega que pagou 200 mil dólares (R$ 656 mil) a Messi

PORTO ALEGRE, BRAZIL - JUNE 25: Lionel Messi of Argentina celebrates scoring his team's second goal and his second of the game during the 2014 FIFA World Cup Brazil Group F match between Nigeria and Argentina at Estadio Beira-Rio on June 25, 2014 in Porto Alegre, Brazil. (Photo by Ian Walton/Getty Images)

As investigações do escândalo de corrupção desenvolvido pela Justiça americana vai ganhando proporções cada vez maiores. No inicio desta semana foi vista como surpresa as afirmações do empresário argentino Alejandro Burzaco. Ele acusa a TV Globo de ter pago propina para Julio Humberto Grondona, ex-presidente da Associação Argentina de Futebol, para assegurar os direitos de transmissão das Copas do Mundo de 2026 e 2030.

Burzaco é uma das principais testemunhas de acusação no julgamento de José Maria Marin, ex-presidente da CBF, que acontece em Nova York, nos Estados Unidos.

Em novo depoimento agora afirma que até o craque Messi se beneficiou do esquema de corrupção na entidade. O delator alega que pagou 200 mil dólares (R$ 656 mil) a Messi e outros jogadores da Argentina para que participassem de um amistoso.

Em seu depoimento, o empresário também detalhou os valores de propina pagos a dirigentes do futebol sul-americano, incluindo o ex-presidente da CBF José Maria Marin, que teria recebido 2,7 milhões de dólares (R$ 8,8 milhões) em troca de favorecimento à empresa Torneos y Competencias pelos direitos de transmissão da Copa Libertadores e da

Burzaco ainda afirmou que havia acertado o pagamento de mais 1,8 milhão de dólares (R$ 6 milhões) a Marin, mas a descoberta do esquema evitou que o valor fosse entregue ao dirigente brasileiro.

Ele também revelou que o ex-presidente da Conmebol, o paraguaio Juan Angel Napout, recebeu 4,5 milhões de dólares (R$ 14,8 milhões) em suborno. Além dele, o ex-presidente da Federação Peruana Manuel Burga teria recebido 3,6 milhões de dólares (R$ 11,8 milhões) das mãos de Burzaco.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*