Agenor aponta erros e critica gestão de Ivã de Almeida no Vitória

"Eu acho que o planejamento do futebol deixou a desejar", enfatizou.

Em entrevista a rádio Metrópole FM, noite da última segunda, no programa Papo com Tillé, o presidente em exercício do Esporte Clube Vitória, Agenor Gordilho, apontou os erros e criticou a gestão do presidente afastado Ivã de Almeida. Segundo atual mandatário, que era vice-presidente de Ivã, faltou planejamento, mas que só percebeu isso no desenrolar do tempo muito depois das contratações “galáticas” que animaram os torcedores e no final das contas, todas acabaram como fiascos, e citou ainda o “desequilíbrio no orçamento”, causado pela precipitação nas contratações de jogadores renomados.

“O futebol ele (Ivã de Almeida) puxou pra ele e foi responsável pelas contratações junto com toda diretoria de futebol. Logo nos primeiros dias, fizeram contratações que o torcedor gostou… No desenrolar do tempo a gente percebe que faltou planejamento. Determinados jogadores que se trouxe, eu não traria. Teria que ter uma pesquisa maior. Eu acho que o planejamento do futebol deixou a desejar. Não podemos ter chegado na administração e ter contratado atabalhoadamente, oito, dez, quinze jogadores.

[…] O Campeonato Baiano serve até como laboratório para a gente acompanhar a divisão de base e depois aos poucos vai atualizando o elenco, vai retocando. Aquela precipitação de contratar não deu certo. Pior que são contratos de algum tempo mais, onerou os cofres do clube e levou ao desequilíbrio no orçamento, daquilo que foi planejado. Me lembro que eu sempre falava com os responsáveis pelas contratações. Eu dizia: ‘Olha, cuidado aí pra não estourar o orçamento'”

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*