Técnico do Bahia explica triunfo em cima do Vitória

O técnico Paulo César Carpegiani segue com saldo positivo no Bahia. Já venceu, já perdeu e já empatou e só enfrentou adversários de primeira linha. Hoje obteve talvez, o triunfo mais importante ao vencer o Vitória com pleno merecimento pelo placar de 2 x 1 na Arena Fonte quebrando uma sequência de jogos positivos do adversário quando atuando em casa alheia. O 2 x 1 alivia as tensões e aflições do torcedor de aço e faz o clube caminha com maior tranqüilidade na luta que trava para não ser fisgado pela zona de rebaixamento.

Depois do jogo o técnico tricolor concedeu entrevista coletiva e comentou sobre diversos assuntos ligados ao sétimo clássico estadual da temporada.

A primeira delas, inclusive, foi sobre as três modificações realizadas no segundo tempo. “Eu, quando botei três zagueiros, não queria que meu time ficasse lá atrás. Eu fiz isso depois que Mendoza e Zé Rafael, ao mesmo tempo, me pediram para sair. Eu queria ter colocado um centroavante, abrindo Edigar na ponta, mas a condição da equipe me obrigou a fazer estas alterações”, afirmou.

Quanto ao jogo, o comandante diz ter aprovado o desempenhou da equipe tricolor, principalmente no segundo tempo.

“Nós realizamos uma bela partida no primeiro tempo, sem sombra de dúvida. Saímos na frente e, logo depois, o Vitória saiu para o jogo, eles tentaram buscar o empate. Fiz modificações baseadas nos pedidos que chegaram até mim, de dentro para fora de campo”.

Deixe seu comentário