BA-VI: Árbitro relata na súmula acusação de Renê Júnior

Mesmo com Renê Júnior não optando por prestar queixa por injúria racial após incidente onde acusou o atacante do Vitória, Santiago Tréllez, de ter o chamado de “macaco”, o jogador rubro-negro pode ser punido na esfera esportiva. O árbitro do BAVI, que foi vencido por 2 a 1 pelo Bahia, relatou na súmula a denúncia feita pelo atleta tricolor. Marcelo de Lima Henrique, no entanto, ressaltou que ninguém da equipe de arbitragem presenciou o fato.

Aos 45 mais 2 minutos do segundo tempo, quando a bola estava fora de jogo, o atleta nº 23 Renê dos Santos Junior, da equipe E.C. Bahia, veio em minha direção informando que o atleta nº 22 Santiago Tréllez, da equipe do E.C. Vitória, o chamou de “macaco”. Cabe ressaltar que o fato não foi presenciado por mim e por nenhum membro da equipe de arbitragem – escreveu o árbitro do jogo.

Deixe seu comentário

1 Comentário

3 Trackbacks / Pingbacks

  1. Meow Mix Coupon 2019
  2. tree pruning
  3. 카지노쿠폰

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*